Balneário Camboriú

MSC Preziosa Chega em BC – Será que essa é a melhor maneira de receber os navios de cruzeiros, aqui em BC?

Modelo de sucesso mundo a fora, com conceito de Porto de Entretenimento quer ser construído aqui.

PORTOS DE ENTRETENIMENTO EM SANTA CATARINA
Modelo mundial de sucesso

O mercado do turismo náutico de Santa Catarina, por ser a conexão ideal entre o Brasil e o Mercosul, possui grande potencial de crescimento. No entanto, o número de cruzeiristas vem diminuindo no país desde 2010. Entre os problemas, a falta de infraestrutura adequada na conexão geográfica é a maior responsável. Terminais adaptados e desconfortáveis, áreas portuárias inseguras e distantes das principais atrações turísticas, e a própria falta de portos específicos para navios de cruzeiros fizeram com que um mercado tão promissor se tornasse quase inexistente, num país que se orgulha de sua exuberante costa, de suas belezas naturais e de seu potencial para o turismo. Hoje, há apenas 6 navios na temporada brasileira, e os investimentos estão sendo direcionados para novos e promissores mercados, como no sudeste asiático, onde China e Hong Kong já aparecem como referências na atividade.

Santa Catarina, estado mais turístico do país, ainda não possui estrutura aceitável para o recebimento de navios de cruzeiro. Nossas belas e mundialmente famosas praias, cultura local riquíssima e atrações únicas – como o Beto Carrero World, maior parque temático da América do Sul -, além de sua posição geográfica que permite a aproximação com os países do Mercosul, só oferece, hoje em dia, instalações de apoio precárias, que permitem visitas a Portobelo ou Balneário Camboriú, sem área alfandegada e terminal para atracação dos navios – obrigando os turistas a desembarcarem em alto mar utilizando as desconfortáveis lanchas de apoio. O terminal de Itajaí foi desativado recentemente para embarcações de passageiros.

Esperança na iniciativa privada

Em Balneário Camboriú, estão sendo dados passos largos para retomar o crescimento do turismo marítimo brasileiro, com o BC PORT. A empresa responsável pelo projeto, Ports Developed by Shiphandlers (PDBS), está trazendo o conceito de Porto de Entretenimento para a cidade, que a exemplo dos novos portos asiáticos oferece estadia, compras e lazer em uma estrutura completa, voltada para o melhor atendimento ao turista, além do reabastecimento de insumos dos navios. Com hotel, shopping e restaurantes, o projeto trará oportunidades à cidade, sem comprometer os cofres públicos. André Guimarães Rodrigues, Presidente do grupo, exalta o enriquecimento da região com a vinda regular de turistas pelo mar. “O turista vai ficar hospedado em nossos hotéis, comer em nossos restaurantes, e visitar nossas atrações. Depois, vai comprar seu cruzeiro aqui, partindo de Balneário, e volta para cá. Calculamos que 90% de todo o dinheiro gasto nas férias ficará em nossa região, além dos impostos que ficam para a cidade e o estado. É uma situação ganha-ganha”, disse o empresário.

O projeto BC PORT ainda foi planejado para trazer impacto mínimo à cidade, tanto do ponto de vista ambiental quanto urbano. “Neste caso, quanto menos, melhor”, comenta André ao explicar sobre a construção em estacas vazadas, que protege a oxigenação do mar no local e cria um hábitat para a proliferação de peixes. No âmbito urbanístico, o porto terá um terreno às margens do Rio Camboriú, no bairro da Barra, de fácil acesso pela BR-101, destinado ao recebimento dos insumos dos navios e dos ônibus das excursões comercializadas a bordo. Com as cargas transportadas através de barcaças pelo rio, e com um inteligente esquema de transporte dos passageiros até a passarela da Barra, a região será poupada da movimentação de grandes veículos pela cidade. De acordo com André, todos os detalhes do projeto foram minuciosamente analisados para trazer “desenvolvimento à nossa cidade e ao turismo náutico do Brasil, colocando Santa Catarina definitivamente no mapa dos cruzeiros internacionais”.

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *