Itajaí

Parcerias viabilizam equoterapia para crianças e adolescentes

A equoterapia é uma técnica terapêutica que utiliza o cavalo de forma interdisciplinar nas áreas de saúde, educação e equitação. Ela auxilia crianças e adolescentes com algum tipo de limitação na parte física ou com dificuldade motora a se desenvolverem melhor. Em Itajaí, 540 vagas para este tipo de tratamento e outras oficinas estão sendo oferecidas por meio de parcerias celebradas pela Secretaria Municipal da Criança, Adolescente e da Juventude com instituições e prestadores de serviços.

Os resultados podem ser vistos em poucas sessões, fazendo com que a criança demonstre em casa os efeitos obtidos. Mariah Scariot Andrade, 2 anos, é uma dessas crianças. Com paralisia cerebral, há um mês ela faz parte da Associação de Equoterapia do Vale do Itajaí e Litoral (Adequo), uma das instituições que recebeu recursos do município.

“Durante a segunda sessão eu consegui ver a melhora. A Mariah não sentava direito, ela tem um problema no quadril, quando colocaram pela primeira vez em cima do cavalo ela não conseguiu se firmar. Hoje, após a quarta sessão, ela já se levanta sozinha”, conta a mãe Ana Paula Scariot. O método consiste em atividades simples como sentar, levantar, fazer o som para chamar atenção do cavalo e puxar a rédea.

Eduarda de Oliveira Busano, 6 anos, teve um problema durante o parto que afetou a parte cerebral. Ela sofre com dificuldades motoras, não fala e tem déficit de atenção. Segundo os familiares, Eduarda também apresenta uma melhora significativa a cada sessão, pois agora emite sons e anda melhor. Os equoterapeutas utilizam brinquedos coloridos e conversação, além de levar as crianças para fazer ações simples como pegar uma fruta do pé e dar ao cavalo. Todo o processo estimula o equilíbrio, as sensações, a parte física e psíquica de cada criança. As crianças são encaminhadas até a associação através da secretária da saúde, por instituições ou familiares que ficam sabendo do projeto por meio de outros participantes. Ao chegarem no local, passam por uma triagem com a médica responsável e só após uma avaliação podem começar as atividades. “Temos 113 crianças entre 2 e 16 anos. Destas, 80 fazem parte do município e vêm toda a semana participar das atividades que duram em média quarenta minutos”, explica a Coordenadora da Adequo Martha Tavares. A atividade é aberta ao público que pode ser voluntário no projeto. Quem quiser se candidatar, basta entrar em contato no telefone (47) 99914-8723.

Outras parcerias

Além da Adequo, no Parque Dom Bosco são 80 vagas direcionadas às crianças e adolescentes em contra turno escolar e nos cursos de iniciação profissional. A SECAJ também compra 180 vagas para os adolescentes participarem do Instituto Crescer. Os alunos em situação de vulnerabilidade e matriculados no Ensino Médio nas escolas públicas de Itajaí participam do processo de inserção no mercado de trabalho e o consequentemente aumento da renda per capita familiar. Na Comissão do Bem Estar do Menor de Itajaí (COMBEMI), as crianças participam de oficinas de cidadania, iniciação profissional e recebem apoio familiar (acompanhando mensalmente as famílias). Além disso, as crianças e adolescentes de 10 a 15 anos participam diariamente do contra turno escolar. 80 vagas são ofertadas pela secretaria em projetos e oficinas de artes, inglês, informática, música, esporte e lazer. Outras entidades viabilizadas pela Secretaria da Criança, Adolescente e Juventude são as Adaco Ofearte com 40 vagas em oficinas de pintura, dança e musicalização para crianças com necessidades especiais. E a ProArte, com 80 vagas em oficinas de música para crianças da rede municipal de ensino.

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *