Itapema

Vereador Ley critica passividade da Diretoria de Alvarás da Prefeitura

Durante um pronunciamento na Tribuna Parlamentar, em fevereiro deste ano, o vereador Wanderley Dias (Ley – DEM) falou sobre sua investigação sobre a “Máfia dos Alvarás”. Na ocasião, Ley avisou que estava colhendo depoimentos de pessoas que, segundo ele, “deveriam entrar na fila para conseguir uma licença de ambulante temporário, mas, ao invés disso, estão sendo forçadas a pagar pela licença”. Na segunda-feira, 24/07, uma equipe do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado, o GAECO, esteve em Itapema, cumprindo mandados de busca e apreensão no setor de alvarás. A operação foi chamada de “Castelo de Areia”, e prendeu três pessoas – pelo menos um funcionário público. Na 24ª Sessão Ordinária da Câmara, Ley usou mais uma vez da Tribuna, onde falou sobre o desenrolar das investigações. “Nenhum serviço de um vereador é em vão. Eu recebi dez depoimentos no total, enviei para a promotoria pública de Itapema e, a partir da minha denúncia, iniciou-se a investigação da GAECO”, afirmou o vereador.

A máfia dos alvarás

Segundo Ley, o esquema funcionava da seguinte maneira: as pessoas que deveriam entrar em uma fila para concorrer a uma vaga de vendedor temporário na temporada de Itapema eram avisadas que, se não pagassem pelo alvará, ficariam de fora. “Imagine só, um cara consegue, lá na ponta da praia, vender um alvará por 12 mil reais, são pelo menos 30 vagas de alvarás em Itapema”, contou. Ley criticou, ainda, a passividade da Diretoria de Alvarás do município. “Eu acho um cúmulo termos uma Diretoria dentro da Prefeitura e acontecer isso, e não é só um alvará, só comigo são 10 depoimentos! De onde sai o alvará? Será que liberaram os alvarás de graça para o sujeito oferecê-lo? Não né gente, só quem for muito bobo para acreditar que ele saia de lá de graça”. O vereador, então, denunciou: “alguém ali de dentro estava passando os alvarás e, por coincidência, a investigação chegou em duas pessoas desse setor”. O vereador terminou sua fala informando que as investigações estão só começando: “eu sei que tem mais gente envolvida, pode ter certeza que a GAECO, daqui um tempo, bate em Itapema de novo”, finalizou.

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *