Balneário Camboriú

Empresa de Itapema apresenta modelo Doctor Stem em Feiras de Ciências da região

Nas últimas semanas, a empresa de ensino Doctor Stem esteve presente em duas Feiras de Ciências que aconteceram em colégios catarinenses. No dia 25/08, marcou presença no colégio Liceu Catarinense, de Balneário Camboriú. Já na última sexta, dia 01/09, foi a vez de levar à Navegantes o encanto do aprendizado mão na massa, participando do evento do Colégio Sinergia. Segundo diretor da empresa, Guerino Parucci, as feiras escolares são uma grande oportunidade de demonstrar para pais, alunos e professores, como a parte prática do conhecimento é capaz de tornar palpável e divertido o aprendizado. “Ficamos realmente impressionados com muitos projetos de alunos das duas escolas. Ver que estamos contribuindo para tornar a cultura do ensino prático uma realidade nas escolas catarinenses, nos fortalece ainda mais”, comentou o gestor que trouxe o sistema de franquia Doctor Stem para o Brasil. A participação da empresa – com diversos protótipos construídos por alunos participantes das oficinas – chamou a atenção de pais, mas não passou batido pelos principais envolvidos: os alunos. Eles participaram em massa, testando, brincando, descobrindo, competindo e perguntando o que era cada engenhoca criativa levada às Feiras das escolas. Para Guerino, perceber a capacidade de pequenos e jovens estudantes de planejar, criar e defender suas ideias, é aprimorar e valorizar suas habilidades, trazendo diversão e simplicidade para o ensino de Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática – que são as disciplinas que compõem o método Stem. “Nas atividades que propomos, os alunos podem vivenciar uma Feira de Ciências a cada nova semana. O nosso grande desafio é contribuir para o desenvolvimento de uma geração preparada para resolver os problemas do mundo real”, afirmou o gestor.

Saiba mais sobre a Doctor Stem

A empresa Doctor Stem presta serviço de ensino extraclasse para escolas. Nas atividades que acontecem semanalmente, os alunos são levados a encontrar uma solução ao desafio proposto pelo professor, seguindo o Processo de Design e Engenharia (EDP). Os desafios simulam situações reais vividas em diferentes áreas da Engenharia: civil, naval, mecânica, elétrica, robótica, aeroespacial, química, design de games, ambiental, entre outras. O objetivo das aulas práticas, é fazer o estudantes co0mpreender como funciona o mundo a sua volta, analisando fenômenos naturais e tecnológicos, estimulando a liberdade à criatividade natural dos alunos. De maneira prática, isso quer dizer que eles aprendem a importância de entender o fenômeno apresentado, e a estudar o projeto a ser desenvolvido. Eles mesmos propõem e escolhem a melhor solução para o desafio, constroem um protótipo ou experimento, para, no fim, testar e melhorar suas criações. Na maioria das atividades, os alunos são donos dos protótipos criados, ou seja: podem brincar e interagir com suas próprios criações, fora do ambiente escolar. Assim, se divertindo e aprendendo, eles desenvolvem novas habilidades, se tornam protagonistas no processo de ensino e desenvolvem novos potenciais, tornando-se pequenos empreendedores, jovens engenheiros e cientistas, capazes de explorar e dar vida à sua criatividade natural.

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *