Itajaí

Formalizado convite para que a Microsoft se instale no Distrito de Inovação de Itajaí

Uma carta de intenções, manifestando o interesse de Itajaí, com apoio dos governos Estadual e Federal, de possibilitar a instalação de uma unidade da Microsoft em seu Distrito de Inovação, foi apresentada hoje pelo prefeito Volnei Morastoni ao diretor da empresa em Tel Aviv, Israel. A iniciativa marcou a abertura da negociação com o gigante do mundo digital e integrou a programação oficial da missão catarinense ao oriente médio. Segundo o prefeito, com o apoio do InovaAmfri e do Governo do Estado, um grupo de interlocutores continuará conversando com a empresa, nos próximos meses, para a troca de informações sobre a cidade, Santa Catarina e o Brasil. “A vinda de uma empresa de porte mundial para Itajaí, como a Microsoft, seria uma grande conquista para o Distrito de Inovação. A Microsoft pode ser uma grande aceleradora para projetos em nossa cidade e no estado, trazendo para Itajaí sua primeira unidade na América Latina”, destacou Morastoni. Os catarinenses foram recebidos na empresa pelo diretor da Microsoft Acelerator,  Navot Volt. A Microsoft Accelerator é uma iniciativa global de capacitação de startups. O objetivo do programa é transformar startups maduras em companhias, ampliando a escala de todos os aspectos de seus negócios. A presença desse programa no Distrito de Inovação, atrairia muitas novas empresas do gênero para a cidade, transformando Itajaí num dos maiores polos do gênero no Brasil. “Foi um primeiro contato oficial. Convidamos a empresa para se instalar na cidade. Esta primeira reunião foi extremamente positiva e já temos bons interlocutores aqui no Oriente Médio para seguir defendendo nosso projeto, que será benéfico para Itajaí, Santa Catarina e Brasil”. complementou o prefeito. A missão catarinense em Israel tem visitado de duas a três empresas por dia, e ainda no dia de ontem conheceu as instalações de uma companhia voltada para o tratamento de dessalinização da água. Israel é referência neste processo, investindo pesado nas usinas de dessalinização, no reaproveitamento quase total do esgoto e no combate ao desperdício. Hoje, quase metade dos israelenses bebe água dessalinizada

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *