Penha

Baixa adesão para revisão de dados preocupa Justiça Eleitoral

A baixa adesão dos eleitores no cadastramento biométrico tem preocupado a justiça eleitoral. De acordo com o TRE-SC, para que não haja filas em dezembro, quando termina o prazo, dia 07, é preciso atingir uma meta diária de cadastramentos. Em Penha, é possível fazer 300 atendimentos diários, mas a média tem sido de 100. O objetivo da Justiça Eleitoral, além de revisar os dados dos eleitores, é fazer a medição biométrica para que nas próximas eleições a conferência da identidade do eleitor também requeira a impressão digital, criando mais uma medida de segurança contra fraudes. Além do atendimento que acontece de segunda à sexta-feira, das 12 às 19 horas, no Cartório Eleitoral da Comarca, que fica em Balneário Piçarras, na Avenida Getúlio Vargas, número 123, a Justiça Eleitoral também está realizando mutirões para dar oportunidade aqueles que não podem comparecer durante a semana. O próximo mutirão será neste sábado, dia 07, das 09 horas da manhã até às 13 horas. Os eleitores deverão levar documento de identidade com foto e comprovante de residência no nome do titular. Os funcionários do cartório também adiantaram que pretendem fazer um novo mutirão no dia 21. Outra opção para os eleitores é agendar o horário de atendimento durante a semana previamente, através do site www.tre-sc.jus.br. A revisão é obrigatória. Quem não fizer, terá a suspensão do título eleitoral e o cancelamento do Cadastro de Pessoa Física (CPF). Sem esses documentos, o cidadão não pode votar, há suspensão de salário para servidores públicos, não é possível emitir passaporte ou carteira de identidade ou se inscrever em concurso público. A falta dos documentos também impede a renovação da matrícula em estabelecimentos de ensino e a obtenção de empréstimos em bancos públicos.

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *