Camboriú

Rematrículas nas escolas municipais vão até 8 de dezembro em Camboriú

As rematrículas de alunos do ensino fundamental na rede municipal de Camboriú continuam até o dia 8 de dezembro. Fichas de rematrícula foram enviadas aos pais ou responsáveis, para que realizem o procedimento e garantam as vagas. Em casos de extravios, os moradores devem ir até as secretarias das escolas e solicitar uma nova ficha para preenchimento. “Os pais ou responsáveis que ainda não realizaram a rematrícula devem procurar a secretaria da escola em que as crianças e adolescentes estudam para regularizar a situação”, explica a secretária de Educação, Alecxandra Vitorassi Rosa. Ela destaca, ainda, a importância de crianças em idade escolar estarem regularmente matriculadas em uma unidade de ensino. “A educação é um direito básico de qualquer pessoa e é por meio dela que formamos cidadãos críticos, aptos para crescer e acompanhar o desenvolvimento da sociedade”, completa. Para novos alunos, que ainda não fazem parte da rede municipal de ensino, o prazo para matrícula será de 1° a 8 de dezembro. Nesses casos, é necessário apresentar cópias do RG e CPF do aluno e dos pais ou responsáveis, além do atestado de frequência da escola anterior e comprovante de residência atualizado. O procedimento deve ser realizado nas secretarias das escolas, durante o horário de funcionamento, e as matrículas devem respeitar o critério de zoneamento: crianças e adolescentes precisam cursar o ensino fundamental na escola mais próxima do local onde moram.

Recadastramento na Fila Única
Também segue até o dia 8 de dezembro o recadastramento de crianças que estão na Fila Única para vaga nos Centros de Educação Infantil (CEIs). O procedimento é necessário apenas para quem se cadastrou na Fila até 31 de julho deste ano e ainda não foi chamado. Esse procedimento é realizado na Secretaria de Educação – localizada na Av. José Francisco Bernardes, n° 429, no Centro – de segunda a sexta-feira, das 13 às 19 horas. Os documentos necessários para o recadastramento são: comprovante de residência atualizado, protocolo de vagas ou a certidão de nascimento da criança. “Pedimos à comunidade que ajude a informar seus amigos e parentes que têm filhos na Fila Única, já que quem não realizar o recadastramento irá perder a posição”, reforça a secretária de Educação.
Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *