Itajaí

Município de Itajaí assina termo de cooperação para realizar projeto homeopático inédito no país

Projeto pioneiro

“É um projeto que oportuniza também uma resposta a um problema social que enfrentamos em Itajaí”

Reduzir os efeitos da abstinência e oportunizar a dependentes químicos de crack e cocaína um tratamento alternativo com medicamentos homeopáticos para deixar o vício. Esse é o objetivo do projeto pioneiro que será implantado em cinco unidades de saúde de Itajaí. Nesta quarta-feira, o Município assinou o termo de cooperação com o Conselho Federal de Farmácia, a Universidade do Vale do Itajaí (Univali) e a Associação Brasileira de Farmacêuticos Homeopatas para dar início ao projeto.

Itajaí é pioneira
“Itajaí será um polo nacional de tratamento homeopático a dependentes químicos de crack e cocaína. A intenção é que o projeto tenha continuidade e seja levado para outros locais do país, por isso todas as ações foram muito bem planejadas para iniciar a implantação”, comenta o prefeito Volnei Morastoni.

A partir de agora, inicia a estruturação do projeto no município com a capacitação dos profissionais da Atenção Básica, que vão desenvolver o trabalho junto aos usuários, com acompanhamento dos médicos homeopatas do Centro de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde de Itajaí (CEPICS). Inicialmente a pesquisa será feita com 120 dependentes químicos de crack e cocaína durante 12 semanas. Nesse período, o objetivo é verificar a eficácia da homeopatia para redução da “fissura” pela droga.

O fornecimento e o fracionamento dos medicamentos para as unidades de saúde participantes serão feitos em parceria com a Farmácia Escola da Univali.

Pesquisa deve iniciar em agosto
Após a capacitação da rede, começa o recrutamento dos usuários que vão participar da pesquisa. A previsão é que em agosto deste ano inicie a pesquisa com os dependentes químicos cadastrados. A conclusão do estudo, porém, não encerra o projeto, pois a intenção do município é que ele tenha continuidade e possa ser expandido para mais locais.

“A homeopatia é um recurso terapêutico que não provoca reações adversas e trata o indivíduo como um todo. Com esse tratamento o dependente tem a chance de se livrar do vício sem os efeitos da abstinência. É um projeto que oportuniza também uma resposta a um problema social que enfrentamos em Itajaí”, completa o prefeito Volnei Morastoni.

 

 

 

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *