Navegantes

VIGILÂNCIA AMBIENTAL AUMENTA NÚMERO DE ARMADILHAS PARA O MOSQUITO DA DENGUE NO BAIRRO MEIA PRAIA

A Secretaria de Saúde de Navegantes, por meio da Vigilância Ambiental, está ampliando o número de armadilhas para identificar as larvas do Aedes Aegypti, o mosquito transmissor da dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela, no bairro Meia Praia. Os agentes de combate ao mosquito estão realizando, durante toda essa semana, a colocação de armadilhas, em um raio de a cada 300 metros. Com o trabalho, o bairro Meia Praia passará de 14 para 36 armadilhas.

O coordenador da Vigilância Ambiental, Eduardo Leal, explica que o município tem, no total, 245 armadilhas espalhadas por todos os bairros. Essas armadilhas são acompanhadas uma vez por semana, para monitorar se há focos do mosquito na redondeza.

Conforme o coordenador, o bairro Centro era a área de maior atenção, mas com o trabalho constante da equipe, como orientação, colocação de larvicidas nas caixas d’águas das residências e disponibilização de telas, o número de larvas do mosquito nos locais monitorados diminuiu significativamente.

“Orientamos a população a não descuidar do combate ao mosquito no período de inverno, onde o surto de dengue não é comum. No entanto, a fêmea do mosquito deposita os ovos e eles podem ficar até 18 meses viáveis, para depois eclodirem em contato com a água. Os ovos se tornam larvas e depois insetos. Se a fêmea do mosquito já estiver infectada pelo vírus da dengue, zika, chikungunya ou febre amarela, as larvas podem nascer com o vírus”, ressaltou o coordenador.

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *