Política

DEPUTADO NAATZ COBRA A CRIAÇÃO DE PLANO ESTADUAL DE SANEAMENTO

Ao apresentar dados oficiais sobre o baixo índice da coleta e  tratamento de esgoto em Santa Catarina e seus reflexos sobre a saúde pública e na movimentação do  turismo regional, o deputado Ivan Naatz (PV) cobrou no plenário da Alesc, a implantação de um Plano Estadual de Saneamento.  Estudos recentes da Confederação Nacional da Indústria (CNI) indicam que apesar de Santa Catarina registrar uma cobertura de abastecimento de água e de coleta do esgoto acima da média brasileira, apenas 20,9% dos efluentes recebem tratamento antes de voltar para a natureza.

“É o pior índice entre os três estados da região Sul”, afirmou o deputado, acrescentando que o parlamento precisa unir forças com a sociedade para cobrar ações efetivas do governo estadual  no planejamento de ações a médio e longo prazo.  Naatz  disse ainda que é não é contra as privatizações ou as municipalizações do sistema de saneamento que saíram da abrangência dos serviços da Casan nos últimos anos, mas que precisa haver maior fiscalização estatal e das agências reguladoras  porque  “as concessionárias  locais tem priorizado a comercialização da água que dá mais lucro e deixado de lado  a implantação do sistema de esgoto que demanda mais recursos e é demorado”.

O deputado exemplificou o caso do município de Penha,  em que veraneia há mais de 40 anos e que conta com mais de 400 pousadas turísticas. “Ao longo de todo esse tempo não houve evolução na implantação do sistema de esgoto, a balneabilidade das praias fica comprometida e a situação afugenta dos turistas, assim como acontece em outras cidades turísticas  do estado com o aumento constante dos pontos impróprios para banho. Precisamos de uma política de saneamento já. O saneamento precisa estar entre as prioridades do governo atual”,  finalizou.

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *