Notícias

Companhia aérea acaba com exigência de maquiagem a comissárias de bordo

A companhia aérea Virgin Atlantic, do Reino Unido, acabou oficialmente com a exigência de maquiagem para as comissárias de bordo. Além disso, a tripulação de cabine feminina passa a receber também calças como parte do uniforme padrão – antes, essas peças só eram fornecidas se fossem solicitadas. As medidas foram anunciadas na terça-feira (5).

“Não apenas as novas diretrizes oferecem um nível maior de conforto, elas também oferecem à nossa equipe mais opções sobre como querem se expressar no trabalho”, disse Mark Anderson, vice-presidente executivo da companhia aérea, à CNN.

Anderson também disse à CNN que as mudanças foram implementadas em resposta ao feedback dos funcionários. Homens e mulheres que trabalham a bordo podem usar maquiagem, se quiserem, desde que respeitem as cores definidas pela empresa. A exigência de maquiagem é prática comum entre as companhias aéreas.

 Embora tenha abolido a obrigatoriedade de saias em 2016, a British Airways, exige que as comissárias de bordo usem pelo menos batom. Enquanto isso, mulheres que trabalham para a Emirates, por exemplo, devem seguir uma elaborada rotina de maquiagem. Outras companhias, como a United, especificam que as comissárias devem usar maquiagem “conservadora”.

Conteúdo: UOL

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *