Economia

Porto de Itajaí apresenta crescimento de 12% na movimentação de cargas

O Porto de Itajaí registrou números positivos em seu balanço mensal referentes ao mês de agosto de 2019, tendo destaques nos três principais itens de estatísticas: movimentação de tonelagem (cargas), TEU’s (Unidade de medida equivalente a um contêiner de 20 pés), e número de embarcações atracadas (navios ao cais).

No saldo de movimentação de cargas, foram movimentadas 487.621 mil toneladas, que em comparação com o mesmo período do ano passado (agosto de 2018), houve o registro de crescimento de 12%. No comparativo de TEU’s (Unidade de medida equivalente a um contêiner de 20 pés), de agosto/2018 para agosto/2019 – o registro também foi favorável com 8%, passando de 39.640 para 42.865 TEU’s. Quanto aonúmero de embarcações atracadas na margem direita (cais público e terminal arrendado – APMT), o crescimento foi 13%, passando de 38 para 43 navios atracados.

“O mês de agosto é um excelente referencial quanto aos números apresentados, pois demonstra que o Porto de Itajaí, em sua margem direita que compõe o cais público (berços 03 e 04), e o terminal arrendado (APMT – berços 01 e 02), continua destacando seu crescimento de forma vigorosa, substancial, e prova disso, pode ser contabilizado quanto ao mês de agosto, quando comparado com o mesmo período de 2018, houve um acréscimo de mais de 51 mil toneladas, o que representa um aumento de 12% relacionado ao ano anterior. Em contêineres, a soma foi de 3 mil unidades a mais que 2018, o que representa que o mercado brasileiro continua apostando na recuperação total do Porto de Itajaí, e principalmente, preparando a sua logística para o novo avanço que teremos na área operacional que são relacionados a atual conclusão das obras da Bacia de Evolução em sua primeira etapa, ao qual já foram solicitadas as operações teste para a Marinha e tão logo esses novos navios atraquem aqui. Sendo assim, esperamos uma queda no valor do frete e um aumento significativo mais uma vez em toda a operação e movimentação portuária de Itajaí”, analisa o Superintendente do Porto de Itajaí, Fábio da Veiga.

No balanço geral do Complexo Portuário de Itajaí, os números tiveram comportamentos estáveis destacando-se inicialmente quanto ao número de embarcações, com 92 navios atracados em agosto. Em TEU’s (Unidade de medida equivalente a um contêiner de 20 pés), foram operados 101.251 contêineres, e 1.147.658 toneladas foram movimentadas.

“A Análise que podemos fazer é que no cais público do Porto de Itajaí, está se mantendo o nível de movimentação de 2018. Podemos dizer ainda que esses números crescem devido as condições operacionais totalmente recuperadas e ainda com capacidade de recepção de mais navios para serem atracados em nossos quatro berços. A tendência ainda é que neste último quadrimestre de 2019 tenhamos um bom fechamento do ano com crescimento acima da média” aponta Heder Cassiano Moritz, Técnico em Nível Superior da Superintendência do Porto de Itajaí.

Os resultados favoráveis destaquem a boa atuação que o Porto de Itajaí vem apresentando na concorrência comercial portuária de todo o mundo, e, demonstra que está havendo crescimento em relação ao ano passado.

“O Porto de Itajaí já está sendo motivo de orgulho para todos nós. Estamos vivenciando um dos melhores momentos em toda a história de movimentações do porto e agora com os quatro berços em operações, o desempenho só tem aumentado as expectativas em relação a economia que Itajaí representa no cenário estadual e nacional do mercado portuário”, avalia o Prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni.

TUPs – Terminais de Uso Privado do Complexo Portuário de Itajaí:

Os demais terminais demonstraram desempenhos favoráveis no mês de agosto de 2019.

No terminal PORTONAVE durante o mês de agosto foram realizadas 43 escalas, elevando a movimentação acumulada do ano para 338 navios atracados, registando-se uma queda de 5% em relação ao ano anterior. Na movimentação total de cargas no terminal durante o mês de agosto foi de 628.237 toneladas, elevando a movimentação acumulada do ano para 5.203.695 toneladas. No somatório de movimentação de contêineres de 20 pés, foram movimentados 58.386 TEU´s, elevando a movimentação acumulada do ano para 484.361 TEU’ e observando-se uma queda de 4% em relação ao mesmo período do anto anterior.

O terminal BRASKARNE não apresentou registros de escalas no mês.  Até o momento no acumulado do ano está com 05 escalas e 17.389 toneladas movimentadas, verificando-se uma queda de 82% na movimentação de cargas em relação ao mesmo período do ano anterior.

No terminal TEPORTI foram registradas 04 escalas com 22.903 toneladas, elevando a movimentação acumulada do ano para 22 escalas com 112.443 toneladas, verificando-se um crescimento 65% na movimentação de cargas em relação ao mesmo período de 2018.

No terminal POLY TERMINAIS não houve registros de escalas no mês. A movimentação acumulada do ano soma 07escalas com 34.356 toneladas verificando-se um crescimento de 115% na movimentação de cargas em relação ao mesmo período do ano anterior.

No terminal BARRA DO RIO, foram registradas 02 escalas com 8.897 toneladas.

Operações Roll On Roll Off:

No mês de agosto, apenas uma atracação de navios Roll On Roll Off (MICHIGAN HIGHWAY), ocorreu e foram desembarcados 1604 veículos no berço 3 do Porto de Itajaí totalizando até então a marca de 31.482 unidades com 26 atracações através deste sistema de operações de cargas.

Para concluir, o superintendente, Fábio da Veiga, enfatiza os segmentos voltados para as exportações e importações do Porto de Itajaí e destaca o avanço do mês de agosto com base no mesmo período do ano passado:

“Nas exportações, é extremamente importante afirmar que o Porto de Itajaí apresentou um aumento significativo com produtos de Papel e Derivados – representando em relação ao mês de agosto de 2018, um acréscimo de 148%, e isso, demonstra a importância da retomada de um novo tipo de carga (Geral), em virtude das operações teste de um navio de celulose ocorrido em agosto, e que nos próximos meses, possivelmente irão se repetir através destas movimentações. No tocante as importações, também ressaltamos que a mercadoria que teve a maior representação no acréscimo da movimentação foi com os produtos de Plásticos e Borrachas, aumentado em relação ao mês de agosto de 2018, mais de 200%, pois esta é uma carga de alto valor agregado e na sua maioria serve de insumos para a indústria catarinense”, conclui Veiga.

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *