Itapema

Projeto de Lei quer obrigar a presença de cobradores em ônibus de Itapema

Um Projeto de Lei que tramita na Câmara de Vereadores de Itapema, de autoria do vereador Wanderley Dias (Ley-DEM),  pretende proibir a dupla função dos motoristas e obriga a existência de agente de bordo no sistema de transporte coletivo urbano de Itapema.

O PL nº 125/2019, que deve ser votado em Sessão Ordinária futura, versa que o controle de cobrança das tarifas no transporte coletivo deverá ser efetuado por cobrador, e não mais pelo motorista.  O descumprimento desta lei implica em advertência escrita a empresa infratora desta normativa.

Segundo Ley, essa mudança se faz necessária dada a realidade existente na maioria das cidades brasileiras. A dupla função dos motoristas de ônibus, abriu brecha para o acúmulo de obrigações e para o estresse rotineiro no dia a dia desses profissionais. “Motoristas, além de dirigir, precisam cobrar passagens, dar o troco, ajudar pessoas com deficiência, isso causa um grande tumulto e atraso nas viagens, principalmente quando o horário é de grande movimentação”, afirmou o vereador.

Nesses casos, a responsabilidade do motorista é duplicada, o que gera problemas com a segurança de todos. Em um cenário ideal, o motorista deveria cuidar apenas do trânsito, que é o que a função exige. O cobrador o auxilia na operação e, sem ele, as chances de acidentes são maiores. O cobrador, não só cobra as passagens, mas auxilia o motorista em diversas funções, como por exemplo: no monitoramento do embarque e desembarque, na prestação de informações aos usuários e turistas, no atendimento aos cadeirantes, idosos e as pessoas portadoras de alguma deficiência, e respeito aos assentos preferenciais.

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *