Balneário Camboriú

EMASA faz inspeção na galeria do Marambaia e lacra ligação irregular de esgoto

A Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMASA), iniciou mais uma ação para combater as ligações irregulares de esgoto, com o trabalho de inspeção física na galeria de drenagem da bacia do Rio Marambaia. Nesta semana, a vistoria foi acompanhada pelo prefeito de Balneário Camboriú, Fabrício Oliveira, em um ponto da galeria na Avenida Brasil, próximo à Rua 51, com a existência de ligação irregular e esgoto caindo direto no Rio Marambaia.

“Fiz questão de acompanhar o trabalho da Emasa, uma ação importante que desencadeamos para somar as medidas de combate à poluição de nossas águas. É inaceitável essa situação, de termos ligações irregulares com esgoto indo para os rios e praias, e não vamos medir esforços para solucionar este tema, mas a população também precisa colaborar”, enfatizou o prefeito.

A fiscalização iniciou há uma semana e acontece na galeria de drenagem pluvial que compreende toda a bacia do Rio Marambaia – da Rua 2001 até Avenida Central – entre as Avenidas Brasil e Atlântica. O trabalho é feito por profissionais que percorrem a galeria com auxílio de scanner, captando imagens em 3D dos pontos que apresentam algum tipo de contribuição. Até o momento, foram identificados sete locais com saídas suspeitas, onde coletaram material para análise. O resultado deverá sair nos próximos dias. “Foram coletadas amostras do líquido para análise e se comprovado que é contribuição proveniente de esgoto, efetuaremos o lacre”, destaca o diretor-geral da EMASA, Douglas Costa Beber.

O trabalho faz parte do Programa “Balneário Camboriú é a Nossa Praia”, que vem executando um pacote de medidas para reduzir problemas ambientais, com foco na despoluição das águas, como: a obra do Emissário Pressurizado de Esgoto Bruto; novas legislações sanitárias mais rigorosas; fiscalizações do Programa Se Liga na Rede intensificadas e os lacres nas ligações irregulares.


Emissário Pressurizado de Esgoto Bruto

Uma das ações mais importantes é a construção do Emissário Pressurizado de Esgoto Bruto, uma nova rede de esgoto que atenda os Bairros Pioneiros, Ariribá, Praia dos Amores, parte do Bairro das Nações e Centro. Compreende 4.748m de extensão – da Rua 2001 (Barra Norte), com duas interligações entre as elevatórias da Rua 2001 e da Avenida Alvin Bauer, e outra interligação até a Estação de Recalque da Rua 3700 (Barra Sul/ embaixo da ponte do Rio Camboriú) – levando 50% da contribuição que chega nessas elevatórias para a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), do Nova Esperança.

Legislações sanitárias mais rigorosas

O motivo mais grave de poluição, os esgotos irregulares, vem sendo atacado com legislação mais rigorosa, reforço na fiscalização com os lacres e obrigatoriedade da Declaração de Regularidade Sanitária de Edificações, cujo projeto de lei para readequar alguns pontos da Lei Municipal nº 4.260 e tornar o processo mais rápido e eficaz, foi protocolado na Câmara de Vereadores na última semana.

Lacres em ligações irregulares

Desde novembro de 2018 o Programa Se Liga na Rede passou a lacrar as ligações irregulares de esgoto, com atenção especial à Bacia do Rio Marambaia. Já foram feitos cerca de 92 lacres individuais e uma rede danificada, com mais de 100 contribuições, que acabava lançando esgoto diretamente na rede de drenagem pluvial.

Neste ano já foram realizadas pelo Programa mais de 15.500 vistorias, sendo somente no mês de setembro, 1.789 imóveis. Atualmente, 5.829 (24,70%) dos imóveis vistoriados, ainda possuem alguma irregularidade na ligação de esgoto e receberam prazo para se adequarem. “Há cerca de um ano tínhamos o dobro dessas irregularidades. E mesmo avançando, intensificando as vistorias, os lacres e as mudanças na lei com os prazos e multas mais apertados, é um processo de médio prazo, porque muitas visitas acabam sendo improdutivas por não ter morador nos imóveis e a equipe ter que voltar várias vezes”, menciona o diretor-geral da Emasa, Douglas Costa Beber.

Qualquer dúvida, informação ou denúncia de ligações clandestinas podem ser feitas pelos Canais de Atendimento – SAC: 0800 643 6272; Fala EMASA (WhatsApp Comercial): (47) 3261-0000; e-mail: atendimento@emasa.com.br; ou pessoalmente no Balcão de Atendimento: 4ª Avenida, 250, Centro.

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *