Itajaí

Roubo de água em Espinheiros é detectado novamente

Por meio de uma denúncia anônima feita pela comunidade, os técnicos do Semasa identificaram uma nova ligação clandestina no bairro Espinheiros. O local da infração já havia sido fiscalizado pela autarquia na última semana e nesta segunda-feira (04/11) voltou a apresentar uma irregularidade grave. Para resolver de vez o problema na região, uma retroescavadeira foi utilizada para remover completamente as tubulações clandestinas.

Situações como estas são acompanhadas de perto pelo Semasa. O gerente de controle de perdas da autarquia, Carlos Lopes, explica qual é  o procedimento após o corte. “Normalmente, nós retornamos ao local da infração uma semana após a identificação da irregularidade, para verificar se o ‘gato’ não foi refeito”. 

O regulamento do Semasa prevê que práticas como o by-pass e demais tipos de ‘gatos’ devem ser penalizados com multas. O cálculo da multa é feito conforme o peso da infração, multiplicado pela média de consumo dos últimos seis meses. Entra na conta também o chamado “fator de uso”, que corresponde a 0,5 para beneficiários da tarifa social; 1,0 para a categoria residencial e 1,5 para todos os demais.

O pagamento da multa por infração não exime o infrator de reembolsar ao Semasa o valor do serviço, equipamento e material gastos para consertar os danos e também não impede a responsabilização criminal, além da multa por diferença de consumo, destinada a recuperar o que deixou de ser pago no período da fraude. O furto de água é enquadrado no Código Penal Brasileiro no artigo 155, parágrafo 3º, que prevê que “equipara-se à coisa móvel a energia elétrica ou qualquer outra que tenha valor econômico”. A pena prevista na lei é reclusão de um a quatro anos e multa.

A população pode denunciar ligações suspeitas pelos telefones 0800 645 0195 ou 3344-9000. Plantão 24h ligue 115.

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *