Piçarras

Tratamento de Esgoto inicia pré-operação no Verão

Concessionária investiu mais de R$ 52 milhões na implantação do sistema que beneficiará 47% da população.

Reconhecida pelo segundo ano consecutivo com a certificação internacional “Bandeira Azul”, a praia de Balneário Piçarras terá em breve uma infraestrutura que irá valorizar ainda mais sua paisagem e a balneabilidade. Está sendo concluído o primeiro Sistema Público de Esgotamento Sanitário do município, que em sua etapa inicial vai beneficiar 47% da população.

Com 85% das obras executadas, o que significa mais de 30 quilômetros de redes coletoras já instaladas, e uma Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) em etapa final de instalação, a Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (CASAN) trabalha para colocar o sistema em regime de pré-operação ainda no Verão.

A ETE está sendo implantada às margens da BR-101 e sua estrutura começa a receber os equipamentos que serão responsáveis pelo processo de depuração. Com capacidade de tratar 110 litros por segundo de esgoto, a unidade vai ocupar uma área total de quase 21 mil metros quadrados.

O processo de tratamento será o Terciário, considerado o mais completo, pois além de depurar a matéria orgânica presente no esgoto vai reduzir nitrogênio e fósforo do efluente final, além de contar com desinfecção por ultravioleta. O efluente final tratado será devolvido ao Rio Piçarras dentro dos padrões exigidos pela legislação.

“O tratamento de esgotos ampliará a qualidade de vida e a valorização desse Balneário que já tem toda uma preocupação com a preservação de sua natureza privilegiada”, destaca o diretor de Operação e Expansão da CASAN, Fábio Krieger.
Para ampliar o entendimento sobre a importância do Sistema de Esgotamento Sanitário para a cidade, a CASAN vai desenvolver, em conjunto com a Prefeitura Municipal, diversas ações de educação e orientação da população. As ações integração o cronograma do Balneário relacionado à certificação de “Bandeira Azul”.

“É um grande ganho ambiental que a cidade está recebendo e queremos levar as informações sobre esse benefício para a população e para os visitantes. A conscientização é fundamental para refletirmos sobre a importância de termos um tratamento de esgoto adequado e moderno”, complementa o presidente da Fundação do Meio Ambiente (FUNDEMA), Marcos Zaleski.

Sistema de Esgotamento Sanitário de Balneário Piçarras

1ª Etapa

•Investimento: R$ 52.009.368,51
•Recursos: Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA)
•Resumo das Obras:
– 2.543 Ligações domiciliares;
– 34.850 metros de redes coletoras;
– 4 Estações Elevatórias de Esgoto;
– 3.841 metros de emissários;
– Estação de Tratamento de Esgoto com vazão de 110 L/s.

•Cobertura com coleta e tratamento de esgoto após final das obras: 47%

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *