Esportes

Flamengo é recebido no Rio de Janeiro com carnaval fora de época

Em um carnaval rubro-negro fora de época, a delegação do Flamengo foi recebida neste domingo no Rio de Janeiro por centenas de milhares de torcedores, após conquistar, na véspera, o título da Copa Libertadores em uma final épica contra o River Plate. A festa, no entanto, terminou em confrontos com a polícia no encerramento do desfile.

A maior torcida do Brasil esperava há 38 anos o direito de comemorar novamente o título continental, desde que Zico e companhia fizeram história em 1981.

E, para fechar um fim de semana histórica com chave de ouro, a torcida pôde comemorar um segundo título em 24 horas ao se sagrar heptacampeão nacional neste domingo sem sequer entrar em campo, graças ao tropeço do Palmeiras, vice-líder, contra o Grêmio (1-2) no Brasileirão.

Um dobradinha jamais vista no Brasil desde o Santos de Pelé, que havia conquistado o título nacional e a Libertadores dois anos seguidos, em 1962 e 1963.

No centro do Rio de Janeiro, após três horas de carreata, o trio elétrico que levava os jogadores em meio à multidão rubro-negra não tinha percorrido a metade dos 2,5 km do percurso previsto por uma das principais avenidas da cidade.

Os responsáveis pelo cordão de segurança em volta do trio sofriam para controlar, metro após metro, a massa flamenguista compacta que gritava de alegria.

E Gabriel Barbosa, o Gabigol, herói do título, liderava o desfile sem camisa e com o troféu da Libertadores no colo, levantando a multidão ao puxar as músicas que embalaram o título continental.

O atacante de 23 anos anotou os dois gols nos minutos finais da partida que deram a vitória de virada por 2 a 1 ao Flamengo, dominado pelo River Plate por boa parte do jogo.

– Salvos por Jesus –

A festa durou toda a noite apesar da chuva insistente que castigou o Rio de Janeiro, e foi ouvida em todo o território brasileiro pelo mais de 40 milhões de torcedores rubro-negros espalhados pelo país.

E os torcedores poderão comemorar outro título… já neste domingo: o Flamengo pode se sagrar campeão brasileiro sem jogar caso o Palmeiras, segundo colocado, tropece diante do Grêmio.

Muitos torcedores exibiam cartazes em homenagem ao técnico português Jorge Jesus, considerado um salvador por ter dado novo rumo a uma equipe repleta de dúvidas em apenas seis meses de trabalho.

O técnico conseguiu enfim acabar com seu inferno pessoal em competições continentais, após perder duas finais seguidas de Liga Europa com o Benfica, em 2013 e 2014.

“Não é só uma vitória para mim e para meus jogadores, mas para todo o futebol brasileiro”, afirmou Jesus após a conquista.

– Neymar parabeniza Gabigol –

Mas o herói da final é Gabigol, talentoso atacante revelado pelo Santos que teve volta triunfal ao Brasil após passagem desastrosa pela Europa, na Inter de Milão (dona de seu passe e que o emprestou ao Flamengo) e no Benfica.


Jogadores do Flamengo festejam o título da Libertadores no Rio de Janeiro, 24 de novembro de 2019.

Após a final, Gabigol recebeu os parabéns do irmão de sua namorada, o craque Neymar, que nunca escondeu sua vontade de um dia jogar no Flamengo.

“Hoje teve 2 do Gabigol!”, comemorou o atacante do PSG no Instagram, usando a frase popularizada pela torcida do Flamengo a cada jogo do time: “Hoje tem gol do Gabigol”.

Artilheiro da Libertadores (9 gols), Gabigol é também o máximo goleador do Campeonato Brasileiro (22 gols em 33 jogos).

Agora, o Flamengo mira outro troféu no ano: o de campeão mundial de clubes, em dezembro no Catar, onde os rubro-negros poderão reencontrar na final o Liverpool, adversário que derrotaram por 3 a 0 na Copa Intercontinental de 1981.


Jogadores do Flamengo desfilam em trio elétrico pelo centro do Rio de Janeiro, 24 de novembro de 2019.

AFP / CARL DE SOUZA

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *