Balneário Camboriú

Lutadores de BC conquistam WGP Kickboxing

Na noite de sábado (23) Balneário Camboriú sediou, pela primeira vez, o WGP Kickboxing, evento realizado em parceira com a Prefeitura Municipal por meio da Fundação Municipal de Esportes (FME). A competição contou com a participação de três atletas da FME, dois deles conquistaram o título.

Lucas Sorin (até 64,5 kg) venceu Marcelo “Hulk” por decisão unânime e, Wellington “Toin” (até 60 kg) venceu Joel Ramos por nocaute no segundo round. Já William “Malvadeza” (até 71,8 kg), também representou a cidade no evento, mas foi derrotado por Eduardo Borba por decisão unânime.

Lucas destacou a importância em participar do evento na cidade. “Foi incrível lutar o WGP em casa, sempre tive o sonho de lutar neste evento.Treinamos muito nas última semanas que antecederam a competição e estou feliz e assimilando tudo que está acontecendo ainda. Quero voltar no ano que vem, tenho planos futuros pra minha carreira no MMA profissional e acredito que a noite do dia 23 foi uma das mais especiais da minha vida”, concluiu.

Noite de grandes lutas

Esta foi a 60ª edição do evento, tendo como luta principal da noite o duelo entre Jonas Salsicha e Ravy Brunow. A conquista do main event foi de Jonas, que manteve o título dos super-médios (até 78,1kg) depois de um duelo muito disputado, com vitória por decisão dividida.

Campeão da divisão dos super-médios, Salsicha fez sua primeira defesa de título, vencendo Ravy, o ex-campeão da divisão abaixo. A luta ocorreu com muito equilíbrio e os dois atletas alternaram bons momentos. Com uma envergadura muito superior, Salsicha abriu pequena vantagem pelo volume de golpes e contundência. Mesmo com Ravy equilibrando a luta do meio para frente, a efetividade do campeão imperou e ele manteve o cinturão da categoria em triunfo por decisão dividida, para festa de sua equipe.

Foi disputada também a primeira edição do Challenger GP peso-mosca feminino (até 56kg), onde a argentina Giuliana Cosnard bateu a brasileira Luana Barbosa e a chilena Jacqueline Ayala para levantar o troféu e marcar seu nome na história do evento.

Na primeira semifinal, a argentina Giuliana bateu Luana, mas virou o duelo com muita inteligência e leitura de luta. Do outro lado, Jacqueline e a brasileira Tina Black protagonizaram um embate muito equilibrado, decidido em detalhes a favor de Ayala, que saiu vencedora por decisão dividida.

Na grande final, um combate internacional de peso. Giuliana e Jacqueline se enfrentaram depois de duas guerras nas semifinais. A argentina dominou o combate do início ao fim e não deu chances para a chilena. No final dos três rounds, vitória incontestável para Giuliana, por decisão unânime.

O card contou ainda com outras nove lutas. Outro fato que chamou atenção no WGP 60 foram as lutas do Undercard. Todos os seis duelos terminaram por nocaute. A próxima edição acontece no dia 8 de dezembro, em Fortaleza.

WGP 60 – Resultados oficiais

Jonas Salsicha venceu Ravy Brunow por decisão dividida
Giuliana Cosnard venceu Jacqueline Ayala por decisão unânime
Eduardo Borba venceu Willian Malvadeza por decisão unânime
Dodo dos Santos venceu Ernesto Ato por decisão unânime
Jacqueline Ayala venceu Tina Black por decisão dividida
Giuliana Cosnard venceu Luana Barbosa por decisão unânime
Lucas Paredes venceu Willian Lima por nocaute no primeiro round
Daiana Torquato venceu Anna Cristina Kodrek por decisão unânime
Abner Rodrigues venceu Cristian Goetz por decisão unânime
Lucas Sorin venceu Marcelo Hulk por decisão unânime
Bruno Sá venceu Fredy da Silva por nocaute no primeiro round
Patrick Gomes venceu Renato Padilha por nocaute no terceiro round
Thalison Cruz venceu Fabio Cordeiro por nocaute no primeiro round
Diego Maurilio venceu Phelipe Rodrigues por nocaute no segundo round
Wellington Toin venceu Joel Ramos por nocaute no segundo round
Jefferson da Costa venceu Djefferson Camargo por nocaute no primeiro round.

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *