Camboriú

Concluído o primeiro ciclo da etapa da Educação Infantil do projeto Aperfeiçoando

Visando qualificar ainda mais a Educação Infantil da Rede Municipal de Ensino de Camboriú, nesta quarta-feira, dia 12, foi realizado o Seminário Final do primeiro ciclo da etapa da Educação Infantil do Projeto Aperfeiçoando Saberes. Durante o evento, foi apresentado e entregue à secretária de Educação, Alecxandra Maria Vitorassi Rosa, o documento oficial elaborado, no decorrer dos cursos realizados mensalmente no segundo semestre de 2019 com educadores da rede municipal de educação infantil. O documento visa apontar as diretrizes que irão contribuir no dia a dia dos profissionais que atuam no setor. 

“Só tenho a agradecer minha equipe que não mediu esforços para a concretização deste projeto. Pois, o sonho que sonha sozinho é apenas um sonho. Mas um sonho que se sonha com mais pessoas pode se tornar realidade. Estamos muito felizes, pois este documento, que foi construído à muitas mãos, simboliza avanços na nossa educação infantil”, ressaltou a secretária.   Esse foi o ano da implantação, começando com os anos iniciais, expandindo para a educação infantil, conseguiu-se implantar a formação de Braille, Libras, entre outros.

O planejamento é que em 2020 consiga-se expandir também para os anos finais. Dessa maneira, toda a rede terá formação continuada, com pessoas que conhecem a rede municipal de ensino, e com certeza farão o melhor pelas crianças. O curso dará as diretrizes que serão seguidas no ano de 2020. O projeto, que iniciou em janeiro de 2019, abrange no primeiro momento o Ensino Fundamental. No segundo semestre as formações foram estendidas para a educação infantil. A cada encontro os participantes além de receberem conteúdo formativo, puderam contribuir na construção do documento, por meio da elaboração do Referencial de Objetivos de Aprendizagem e Desenvolvimento. Cada etapa concluída foi fundamental para elaboração do documento final. “Para  2020 esperamos evoluir na questão da regulamentação do documento, por meio de resolução que deve ser expedida pelo Conselho Municipal de Educação.

Além, do processo de implementação da Proposta Curricular, para que as mudanças de fato se efetivem”, explicou a formadora do projeto de formação continuada, Zemilda do Carmo Weber do Nascimento dos Santos. A professora Camila Ramalho Oliveira dos Santos, da Escola Mariza Galdine, no Rio Pequeno, foi a ganhadora do concurso cultural e comentou sobre a importância do projeto. “Foi uma oportunidade de aperfeiçoarmos os conhecimentos que adquirimos nesses cursos ao longo do ano. Estou em Camboriú há um ano e aprendi muito em cada evento.

O que me oportunizou mudar positivamente, aprimorando o olhar sobre diversos aspectos, entre eles, os materiais que podemos utilizar, de modo a respeitar a natureza”, avaliou. Entre vários aspectos a serem trabalhados na educação, o documento elaborado conta com fundamentos e concepções norteadores do trabalho pedagógico na primeira etapa da Educação Básica; Organização do Trabalho Pedagógico; definição dos conhecimentos e saberes a serem elaborados pelas crianças, por meio de vivências e experiências planejadas e organizadas pelo professor em conjunto com os monitores e demais profissionais que atuam nas unidades de educação infantil. 

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *