Piçarras

Motivo da negação de auxílio emergencial pode ser consultado pela internet

Dataprev disponibilizou nova plataforma para análise, aprovação, rejeição e pagamento do auxílio emergencial.

Uma nova forma de consultar e acompanhar o pedido do auxílio emergencial foi disponibilizado pelo Dataprev. Trata-se do portal Consulta Auxilio, que entrou no ar nesta terça-feira (5) e oferece informações sobre os processos de análise, aprovação, negação e pagamento do auxílio.

O portal pode ser acessado através do link consultaauxilio.dataprev.gov.br. “A medida vai reforçar o trabalho de informação e orientação de quem está aguardando o benefício emergencial”, afirma a secretária de Assistência Social de Balneário Piçarras, Ana Paula Stiebler.

Além do site, a Assistência Social de Balneário Piçarras fornece suporte para pessoas que estiverem com dificuldade realizar o cadastro e o pedido do auxílio.O atendimento é realizado de segunda à sexta-feira das 12h às 18h.

Entre os principais questionamentos feitos ao órgão são referente ao enquadramento de casais em que os dois possuem direito ao auxílio entretanto apenas um está recebendo.

“Conforme o Governo Federal, até duas pessoas por família podem receber o auxílio. Caso as duas se enquadre nos critério e só uma está recebendo, orientamos que os dois façam a solicitação no Aplicativo e aguardem a análise do Dataprev”, afirma a Gestora do Cadastro Único e Bolsa Família da Assistência Social, Marília Gabriela Gerck.

Outra dúvida recebida com frequência é referente a pais solteiros que criam seus filhos sozinhos. “A definição de quem recebe o auxílio é do Governo Federal após a análise do Dataprev. A orientação é que, quando apareçam problemas ou divergências de valores, a pessoa ligue para a Central Telefônica 111”, explica Marília.

O contato para solicitar o suporte da Assistência Social pode ser feito pelo número (47) 3345-3464 através de ligação telefônica ou WhatsApp.

Auxílio Emergencial

O Auxílio Emergencial é um benefício financeiro destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados, e tem por objetivo fornecer proteção emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do Coronavírus – COVID 19. O benefício no valor de R$ 600 será pago por três meses, para até duas pessoas da mesma família.

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *