Balneário Camboriú

Ampliação da rede coletora de esgoto foi executada em 11 ruas com 2.500m de rede implantados

Mais de dois mil e quinhentos metros de rede coletora foram executados nas obras de ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário de Balneário Camboriú. Nesta semana, as equipes estão atuando em seis frentes de trabalho: nas ruas Osvaldo da Silva, Alvandina Bacca e José Honorato da Silva, no Bairro Nova Esperança; Rua Machado de Assis, na Praia dos Amores; iniciaram a obra na Rua Rua Eduviges Diogo Ramos, no Bairro São Judas Tadeu; e a pavimentação da Rua Brusque, no Bairro dos Municípios.

A implantação da rede já foi executada em 11 ruas: José Alves Cabral, Fermino Cunha, Vivalma Borges Domingos, Morro da Pedra Branca, Mário José da Silva e José Honorato da Silva (trecho entre José Celio da Silva e Osvaldo da Silva), no Bairro Nova Esperança; Rua Rondônia, no Bairro dos Estados; Daniel Anastácio Fraga, Franklin Pereira e Irineu Jacques, no Bairro São Judas Tadeu; e Marginal Leste, totalizando 2.423,90 metros de rede implantados.

Também já estão concluídas as obras da linha de recalque das ruas Brusque, Bom Retiro e Corupá, no Municípios e da Rua Machado de Assis e Mário José da Silva; e as melhorias nas Estações Elevatórias das ruas Campo Erê e Barra Velha, na Avenida Brasil, e em Laranjeiras. Além da conclusão do novo Emissário da Barra Sul.

“Como tivemos um período de paralisação nas obras devido a pandemia do coronavírus, pedimos a empresa executora que trabalhasse com mais frentes de trabalho para não ocorrer muito atraso no prazo previsto, já que é uma importante obra para o saneamento da cidade”, menciona o diretor-geral da Emasa, Douglas Costa Beber.

As obras fazem parte do projeto de ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário do Município, executado por meio da Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMASA), incluindo trechos de rede coletora de esgoto em cerca 52 ruas de 12 bairros, sendo: 13.673,06 metros de rede coletora de esgoto sanitário; 11 Estações de Recalque; 3.086 metros de linhas de Recalque de Esgoto; e ligações de esgoto. Contempla também as obras da Subestação de Energia Elétrica e Casa de Comando.

A empresa vencedora da licitação na modalidade Concorrência do tipo menor preço global, foi o Consórcio DALBA/GKF (Empresa líder DALBA), com valor final R$ 6.848.015,11. O custo estimado era de R$ 7.655.239,95, ocorrendo uma economia de R$ 807.224,84. O prazo para execução dos serviços é de 12 meses.

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *