Itajaí

Itajaí reforça ações de combate à dengue nos bairros

As ações de combate à dengue seguem intensas em Itajaí, principalmente nos bairros onde há mais casos da doença, como Cordeiros e Fazenda. As equipes de agentes de endemias da Secretaria de Saúde, em conjunto com a Secretaria de Obras, têm reforçado as orientações aos moradores e planejado ações preventivas. Entre elas: um mutirão de limpeza em locais com maior risco de proliferação do mosquito Aedes aegypti.

O mutirão começou pelo bairro Cidade Nova e atualmente está passando pelo Cordeiros. O foco da ação é na localidade do Jardim Esperança, que apresenta o maior número de casos de dengue até o momento. Somente no loteamento já foram recolhidas 70 cargas de entulho. Os agentes também realizam orientação aos moradores e vistoria nas casas para eliminação de criadouros.

Neste ano, Itajaí já registrou 132 casos de dengue, sendo 107 autóctones (contraídos na cidade), 16 importados, 3 em investigação e 6 com local de transmissão indeterminado – esse é o maior número de casos notificados desde 2016. Por isso, várias frentes de trabalho foram montadas para combater a doença.

Atualmente os bairros Cordeiros, São João, Barra do Rio, Centro, Cabeçudas e Fazenda estão recebendo as visitas dos agentes de endemias para orientação, eliminação e tratamento de locais com focos do mosquito Aedes aegypti.

“É importante salientar que Itajaí registra surtos localizados de dengue. Nestes pontos, estão sendo executadas ações para conter a proliferação do mosquito transmissor. Porém, a população tem papel fundamental nesse combate, realizando medidas simples de eliminação de locais com água parada uma vez por semana”, ressalta o gerente de Controle de Zoonoses de Itajaí, Lúcio Vieira.

Aplicação de inseticida

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Itajaí também pediu auxílio à Secretaria de Estado da Saúde nas medidas de controle da dengue no município. No fim da tarde desta sexta-feira (22), um veículo que realiza aplicação de inseticida UBV pesado estará na localidade do Jardim Esperança para uma ação preventiva.

O objetivo da iniciativa é eliminar o mosquito adulto e reduzir a transmissão da doença no local. A comunidade deve deixar as janelas e portas abertas para maior eficácia da aplicação nas casas. O inseticida não gera riscos à saúde.

Confira os casos de dengue por bairros:

Cordeiros = 52
Fazenda = 34
Vila Operária = 08
São Judas = 04
Centro = 03
São Vicente = 02
Dom Bosco = 02
Praia Brava = 01
Salseiros = 01
Casos com local de transmissão em investigação = 03
Casos com local de transmissão indeterminado = 06
Casos importados = 16
Total de casos = 132 

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *