Notícias

Bogotá estenderá confinamento para cinco milhões de pessoas

A prefeita de Bogotá, Claudia López, anunciou nesta terça-feira (21) que irá estender o confinamento rigoroso para cinco milhões de pessoas a partir de quinta-feira, diante do avanço do pandemia e da negativa do governo em autorizar uma quarentena obrigatória na capital colombiana.

Desde 13 de julho, quando agravou-se a crise sanitária, a cidade de 8 milhões de habitantes está sob um sistema de isolamento por localidades (conjuntos de bairros) que alcança 2,5 milhões de pessoas a cada turno.

Contudo, a prefeita endureceu a medida para que englobe uma maior parte da população a partir de 23 de julho e até 14 de agosto.

“O governo tem sido enfático em não autorizar uma quarentena em Bogotá, razão pela qual a outra possibilidade que temos é continuar a quarentena por localidades, mas vamos acelerar o cronograma”, declarou López em coletiva de imprensa virtual.

No centro, no sul e no sudoeste da cidade, “quase cinco milhões de habitantes estarão em quarentena durante quatro dias seguidos”, entre quinta e domingo, explicou.

Em seguida, serão fechadas outras localidades com o objetivo de ter “uma quarentena mais curta, porém mais intensa” do que previsto inicialmente.

Bogotá, que concentra quase um terço dos 211.038 casos registrados no país desde 6 de março, busca evitar o colapso da rede de cuidados intensivos, que tem ocupação de 91,5% de leitos, de acordo com números oficiais.

Até o último balanço, são 7.166 falecidos por COVID-19 em todo território colombiano.

Em 25 de março, o governo do presidente Iván Duque colocou em prática medidas de isolamento preventivo obrigatório que, a princípio, irão até 1º de agosto.

Contudo, conforme a piora da crise econômica -responsável pela extinção de cinco milhões de empregos no país-, o governo vem afrouxando as restrições no momento em que o país está entrando no período mais crítico de contaminações e falecimentos.

“Cuidar da saúde e da vida ao mesmo tempo que se reativa a vida produtiva, com distanciamento, é o dever do mundo todo”, declarou Duque na segunda-feira em mensagem virtual ao Congresso.

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *