Notícias

Maduro estende confinamento reforçado em Caracas e seis estados da Venezuela

O presidente Nicolás Maduro estendeu o confinamento reforçado em Caracas e seis estados venezuelanos neste domingo para combater o novo coronavírus, enquanto as medidas no resto do país estão mais flexíveis.

Caracas e os estados vizinhos Miranda e Vargas, bem como a fronteira com Zulia, Táchira (ambos com Colômbia) Bolívar (Brasil) e Sucre (Trinidad e Tobago) entram em “quarentena radical como resultado do crescimento de casos” do COVID-19, informou o presidente em uma transmissão televisionada.

“É um esforço especial porque estamos em um período de pandemia”, disse Maduro, enfatizando que o vírus está “correndo” em Caracas, onde é registrado o maior número de infecções no país, com 1.746 casos neste domingo.

Desde que a pandemia atingiu a Venezuela em março, houve 15.463 infectados e 142 mortes, segundo dados oficiais, questionados por organizações como a Human Rights Watch.

A “radicalização” da quarentena força o fechamento de negócios, exceto supermercados, farmácias e outros negócios considerados “essenciais”.

O presidente não esclareceu quanto tempo essas restrições permanecerão.

Foto: (Aquivo) O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro.

Presidência da Venezuela/AFP / Marcelo GARCIA

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *