Notícias

“Projeto Recomeço” – O projeto que tornou os quiosques da orla do Rio mais seguros

A cidade do Rio de Janeiro está na quinta e penúltima fase de flexibilização das medidas de isolamento social para conter o contágio do novo coronavírus. Desde o dia 31 de julho, os bares e restaurantes passaram a poder funcionar com mesas e cadeiras até 1h. Essa flexibilização também é voltada para os quiosques da orla carioca, que, por meio do Projeto Recomeço, da Orla Rio, tiveram seus processos adaptados para receber seus clientes com mais segurança.

A Orla Rio é a concessionária responsável pela administração de 309 quiosques, localizados entre as praias do Leme ao Pontal, além da Reserva. Com o início da pandemia e vendo os quiosques fechados, a concessionária criou um comitê de crise para avaliar de que forma poderia ajudar os operadores de quiosques e seus funcionários, que juntos são cerca de três mil pessoas. E, assim, nasceu o Projeto Recomeço, criado em parceria com a FSB Comunicação.

Ele teve início no dia 4 de maio, a partir da escolha de uma equipe multidisciplinar formada por técnicos da saúde, liderados pela Drª. Adélia Marçal, mestre em doenças infecciosas, profissionais de comunicação, além de colaboradores da Orla Rio, que têm um profundo conhecimento sobre o funcionamento dos quiosques e suas estruturas.

A partir desse momento, foi dado início a uma ampla e complexa operação de estudo e comunicação que culminou na entrega principal do projeto: o Guia de Reabertura da Orla Rio, uma publicação com mais de 900 processos e procedimentos para orientar os operadores com as mudanças estruturais e funcionais necessárias para evitar a transmissão de Covid-19, desde a higienização de mesas até novas adaptações para ambientes subterrâneos, passando por relacionamento e distanciamento do público.

Para incentivar que os mais de três mil envolvidos diretamente com o funcionamento dos quiosques implementassem e seguissem todos procedimentos do Guia e suas orientações, a Orla Rio criou, em parceria com a Univeritas, um curso online, com amplo material audiovisual e de fácil acesso. Além disso, desde o início do projeto, a concessionária preparou lives semanais voltadas para os operadores, para falar sobre o andamento das ações e tirar suas dúvidas sobre a implantação do mesmo.

Na segunda fase do projeto, a Orla Rio criou a campanha #DeVoltaPraPraia, uma campanha para estimular o uso correto e consciente da praia, diminuindo os possíveis riscos de transmissão da Covid-19 entre a população. Para reforçar as boas práticas de retorno à orla de forma divertida e fácil compreensão, a campanha contou com a ajuda de dois personagens: o Carioca Sangue Bom e Zé Furada. As peças, que estão sendo usadas nas redes da Orla Rio e também em ações promocionais na orla, têm textos, como: “Carioca sangue bom respeita a distância!”, “Carioca sangue bom não fica na orla mais do que precisa”, “Tirar a máscara pra conversar? É FURADA!” e “Bater papo no balcão? É FURADA!”.

“Estamos fazendo um trabalho gigante de conscientização e educação junto aos operadores dos quiosques, que estão tendo que se adaptar a esse novo cenário e fazer mudanças estruturais e funcionais em suas operações, mas precisamos que a população também faça a sua parte. Queremos que as pessoas continuem aproveitando a orla carioca da melhor forma, mas sem deixar de respeitar as recomendações de distanciamento e higiene”, diz João Marcello Barreto.

Share:

1 comentário

  1. paulo 6 agosto, 2020 at 08:36 Responder

    Demagogia barata. Enquanto divulgam esta campanha e se preocupam tanto em criar projetos , alguns dos quiosques administrados pela Orla Rio no Recreio dos Bandeirantes ,destroem a vegetação de restinga cometendo crime ambiental sem nenhuma providência dos responsáveis.

Leave a reply

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *