Notícias

Bombeiros combatem incêndio na orla de Assunção

 

Dezenas de bombeiros combatem grandes focos de incêndio na baía de Assunção, cuja fumaça encobre há vários dias na capital paraguaia, em meio à seca que costuma ocorrer nesta época do ano.

Uma centena de bombeiros voluntários fizeram pedidos de água e combustível nas redes sociais diante da escassez de recursos para enfrentar as chamas, cuja intensidade não diminui, observou a AFP neste sábado (29).

Algumas mensagens pediam aos cidadãos doações de água e gelo para hidratar os voluntários, bem como de analgésicos, óleo para motores e bombas d’água, além de combustível para seus veículos.

“Nossas máquinas estão se ressentindo. Vários de nossos veículos ficaram pelo caminho. O fogo é muito intenso”, disse a jornalistas o capitão Rafael Valdez, presidente do Corpo de Bombeiros Voluntários de Assunção.

“Certamente, as águas do rio Paraguai estão muito perto, mas as bombas de sucção já não dão vazão”, acrescentou.

Os focos de incêndio foram provocados pela queima de lixo, em meio a uma longa seca que castiga o Paraguai, comum na época de transição entre o inverno e a primavera.

“Os incêndios são provocados por [indivíduos] inescrupulosos que querem matar desta forma a vegetação com o objetivo de ocupar os terrenos baixos da região”, explicou Alejandro Buzú, chefe da Prevenção contra Incêndios da Prefeitura de Assunção.

O funcionário recomendou que os moradores da capital se mantenham dentro de suas casas com as janelas fechadas para evitar a contaminação.

Nas imediações da área afetada pelo incêndio, o governo constrói uma ponte sobre o rio Paraguai, que ligará Assunção à região oeste do país.

Foto: Bombeiros voluntários tentam extinguir um incêndio em Assunção, 29 de agosto de 2020.

AFP / NORBERTO DUARTE

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *