Santa Catarina

Governador acompanha os benefícios do programa Celesc Rural que vai investir mais de R$ 150 milhões em SC

A casa centenária, de 1918, no interior de Canoinhas, abrigou muitas histórias, mas, receber a visita de um governador de Estado, nem de longe estava na lista dos fatos que iriam marcar a trajetória de três gerações que viveram no local. Hoje é a família do agricultor Ivo Dranka que mora na propriedade. Ele e a esposa, Sueli Dranka, foram quem recepcionaram o governador Carlos Moisés para um café da tarde. A visita celebra uma ação importante do Governo do Estado para melhorar a vida do trabalhador rural.

Da mesa onde foi servido o café para o governador e o presidente da Celesc, Cleicio Poleto e deputada Paulinha, seu Ivo consegue apontar o benefício que mudou a vida da família. “Temos luz em casa, não falta mais como antes e, quando há algum problema, as equipes fazem o conserto com rapidez”, comemora. Dona Sueli complementa dizendo que, agora, eles planejam investir na implantação de uma granja na propriedade, já que energia elétrica é um dos principais insumos para colocar de pé o novo negócio.

“Este é o verdadeiro sentido de governar. A mão do Estado tem que alcançar essas pessoas que, por muito tempo, não foram ouvidas, não foram atendidas em suas demandas. Esse era um dos nossos compromissos com o trabalhador rural e é gratificante acompanhar de perto essa ação trazendo mais conforto e qualidade de vida para as famílias do interior”, enfatizou o governador.

Celesc Rural

O programa que está ajudando seu Ivo e milhares de outras famílias é o Celesc Rural. Com ele, serão investidos R$ 151 milhões em todo o estado na substituição de 2.500 quilômetros de redes monofásicas nuas por redes monofásicas ou trifásicas com cabos protegidos, até meados de 2021. Assim, o sistema elétrico ficará mais robusto e resistente aos impactos, como o de vegetação na rede.

Cerca de mil obras serão feitas para atender este antigo pleito dos produtores catarinenses. Aproximadamente 135 mil propriedades rurais serão beneficiadas, o que corresponde em torno de 500 mil pessoas, ou 50% da população que vive em áreas rurais no estado.

Somente no Norte catarinense, os trabalhos contemplam 944 quilômetros, oferecendo melhores condições para o desenvolvimento do agronegócio. Os investimentos beneficiarão 17 mil propriedades rurais nos municípios de Campo Alegre, Canoinhas, Corupá, Guaramirim, Irineópolis, Itaiópolis, Jaraguá do Sul, Joinville, Mafra, Major Vieira, Papanduva, Porto União, Rio Negrinho, São Bento do Sul e Schroeder. Serão investidos R$ 36,5 milhões na região.

“Para fixar o homem no campo é preciso oferecer qualidade, melhores condições para a produção. Energia elétrica é fundamental para isso. As redes rurais são das décadas de 70, 80 e agora estamos substituindo para sistemas mais protegidos e confiáveis. Isso traz qualidade de vida e oportunidade de desenvolvimento também para o meio rural, finaliza o presidente da Celesc.

Fotos: Julio Cavalheiro / Secom

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *