Política

Deputados cobram aumento do efetivo e criticam cortes no orçamento da PMSC

Membros das bancadas do PL, Novo e PSL cobraram aumento do efetivo dos policiais militares em Balneário Camboriú e criticaram o corte de R$ 140 mi no orçamento da Segurança Pública na sessão de terça-feira (20) da Assembleia Legislativa.

“Balneário Camboriú sedia o 12°Batalhão da PM, contávamos com 250 policiais no início do ano 2000, hoje são 104. Não é possível uma cidade que tem 145 mil habitantes, que recebe em média 80 mil pessoas por final de semana, possa contar com somente 104 policiais. Não tem como o estado cuidar de 300 mil pessoas com 104 policiais, a cidade precisa de efetivo”, registrou Carlos Humberto (PL).

Já os deputados Bruno Souza (Novo) e Sargento Lima (PSL) repercutiram o corte de R$ 140 mi no orçamento da Segurança Pública para bancar custos da previdência.

“A Polícia Militar, que tanto precisa, acabou de perder R$ 140 mi. É isso mesmo, é isso que acontece quando não reformamos a previdência. Não reformar causa esse tipo de coisa, a previdência é a maior despesa do estado, custa duas vezes mais que do que gastamos com saúde e como o déficit cresce mais do que a receita, o estado é obrigado a tirar de outras áreas”, lamentou Souza.

“Cortar o orçamento da segurança para tampar um furo em um barco que já está afundando”, comparou Sargento Lima, que defendeu a reforma, porém “não aquele projeto água com açúcar, feito para agradar a todos e que depois vai desagradar a todos”.

Vítor Santos/AGÊNCIA AL

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *