Notícias

Gastão Filho: “André é a vítima”

Falta de jornalismo sério, criatividade ou tendencioso?

Boatos, fofocas e variantes constituem os meios de comunicação de massa mais antigos da humanidade. Mesmo antes da invenção da escrita, os homens transmitiam e recebiam informações na base do ouvir-dizer. O boca-a-boca era a melhor maneira de reforçar comandos dentro do grupo, repreender comportamentos e anunciar decisões. O aparecimento da imprensa e, posteriormente, do rádio e da televisão não estancou a troca informal de notícias entre as pessoas. Ao contrário: a mídia impressa e eletrônica, especialmente a internet, passou a fornecer matéria-prima para o diz-que-diz, além de facilitar a propagação de todo tipo de notícias, até as tendenciosas.

Entenda o caso:

Um vídeo divulgado nesta terça-feira, (3/11), mostra o advogado do empresário André de Camargo Aranha, acusado de estuprar a modelo Mariana Ferrer, durante julgamento. O advogado criminalista Cláudio Gastão da Rosa Filho mostra fotos de Mariana postadas antes e retiradas durante o processo. Lembrando que o julgamento foi realizado em setembro, mas as imagens do trecho da audiência foram divulgadas pelo site The Intercept Brasil, hoje.

Nossa redação entrou em contato com o advogado criminalista Cláudio Gastão da Rosa Filho, que prontamente nos atendeu.

Mariana acusa delegado, delegada, os peritos, acusa promotor, juiz e agora me acusa. Quer dizer, é uma grande conspiração. Estão todos contra uma pobre menina que foi estuprada, é essa a ideia que a opinião pública vai acreditar? Pode ser, porque não conhece os autos.

Quem ler o processo vai entender que a grande vítima disso  tudo se chama André Aranha, que foi vítima de uma menina inescrupulosa, mentirosa, que ganhou fama e vive no twitter vendendo uma história que não encontra o menor amparo na realidade do processo, dos laudos dos depoimentos  e de inúmeras testemunhas que prestaram declaração sob juramento.

FL: O que o fato de ela ter feito fotos sensuais tinha a ver com o processo?

Foi  mais um aspecto descontextualizado, em nenhum momento eu disse que foto sensual interfere em relação ao crime, até uma prostituta pode ser vítima de estupro. O que eu indaguei de forma bastante respeitosa, foi oh! Mariana tem umas fotos suas aqui, tem fotos bonitas, mas são fotos sensuais, depois você apagou todas essas fotos e trouxe um outro perfil.

Nós tínhamos uma menina sensual aí passou uma menina chorando, indefesa. Porque você apagou essas fotos?  Aí ela já começou a mentir, dizendo  que as fotos eram forjadas, que as fotos eram manipuladas, fotos que foram tiradas do Instagram dela. Assim, também como foi juntado no processo uma testemunha,  Karen, foi processada por ela.

A advogada dela juntou no processo um e-mail do pai da Mariana, detonando a Mariana, trazendo o perfil psicológico dizendo quem que  é a Mariana. Eu também perguntei para Mariana sobre essas coisas que o pai dela afirmava sobre ela. Ela também começou a dizer  que essas provas eram falsas… Então, tudo que Mariana era desmascarada, ela chorava, acusava, ela acusou: o delegado, a delegada,  os peritos.

Os laudos mostraram que ela não estava dopada, então, os laudos eram falsos? Ela disse que tinha prova do crime como, por exemplo: o vestido que está no exterior por segurança.  Apresentava uma narrativa que ela ganha likes nas mídias sociais, contudo na justiça as coisas diferem; o magistrado, o promotor, eles julgam com base na prova, nos documentos.

Então, tudo que Mariana falou, nada se sustenta, eu duvido que uma pessoa que ler este processo, uma pessoa que entenda um pouco chegue a uma conclusão diversa do que o magistrado chegou. É isso, a Mariana acusa o juiz, acusa o promotor, o advogado, o delgado, a delgada os peritos. A grande conspiração, todo mundo quer prejudicar a Mariana! Em contraponto, nos temos o quê? Filmagens que demonstram que ela estava perfeita e não estava drogada, temos provas que ela não falou a  verdade.

Por: Lierge Coradini

Share:

1 comentário

Leave a reply

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *