Internacional

Estoque de urânio do Irã já é 12 vezes maior que o permitido, diz ONU

O estoque de urânio enriquecido do Irã é pelo menos 12 vezes maior que o limite estabelecido pela acordo nuclear da ONU (Organização das Nações Unidas) de 2015. A Aiea, agência de vigilância atômica das Nações Unidas confirmou a informação à Radio Free Europe na quarta (11).

De acordo com o último relatório trimestral do órgão, lançado no dia 2, o Irã guarda um estoque de 2.442,9 quilos de urânio. No final de agosto, o país mantinha 2.105,4 quilos do elemento.

Pelo acordo nuclear, Teerã pode ter até 202,8 quilos de urânio enriquecido.

O país também desrespeita os índices de pureza permitidos pelo termo: quando enriquecido, o urânio pode ter somente 3,67% de pureza – quase um ponto percentual a menos que o obtido hoje, com 4,5%.

O elemento químico pode ser usado tanto para geração de energia quanto na produção de armas nucleares. Ainda que Teerã insista que trata-se da primeira alternativa, o crescente estoque gerou desconfiança à Aiea.

“É necessária uma explicação imediata sobre a presença de partículas de urânio em locais não declarados”, exortou a Aiea. A agência realiza inspeções nos estoques do país desde o final de agosto.

Para produzir uma arma, é preciso 1,16 tonelada de urânio com menos de 5% de pureza, apontou a Associação de Controle de Armas, de Washington.

O diretor da Aiea, Rafael Grossi, em coletiva de imprensa sobre o arsenal nuclear do Irã na capital da Áustria, Viena, em setembro de 2020 (Foto: IAEA/Dean Calma).

A Referência

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *