Notícias

SINDIPI: declaração sobre o vídeo de resgate

Na manhã de hoje 07 de dezembro, a equipe do SINDIPI recebeu via WhatsApp um vídeo que mostra cenas do resgate de um pescador que infelizmente veio a óbito durante uma operação de pesca no estado do Rio Grande do Sul. Sentimos muito pela família do mesmo, que teve acesso à essas imagens e deixamos claro que não compactuamos com a divulgação das mesmas, que segundo relatos do mestre da embarcação, foram feitas a pedido do Corpo de Bombeiros.

Todos os pescadores profissionais recebem da Marinha do Brasil, cursos de primeiros socorros, para que possam oferecer auxílio em casos de acidentes ou mal-estar a bordo. Nem sempre é possível voltar à terra ou receber auxílio médico imediatamente quando se está em uma operação de pesca.   Neste caso, o mestre da embarcação entrou em contato com a Marinha, que deu ordens para que os mesmos se dirigissem o mais próximo possível de Passo de Torres e que os mesmos esperassem os Bombeiros, que chegariam com mais rapidez do que se o barco se deslocasse para outro Porto. Tanto o armador da embarcação, quanto o mestre, pediram para voltar a Itajaí (o que levaria um tempo estimado de 40 horas), diante da negativa, respeitaram as ordens da Marinha do Brasil e esperaram que os Bombeiros fizessem o resgate.      

A diretoria e equipe do SINDIPI lamentam o ocorrido e oferecem seus mais profundos sentimentos aos familiares e amigos do falecido. 

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *