Balneário Camboriú

Atendimento à família, oficinas de arte, esporte e panificação são algumas das atividades do CRAS

Os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) são unidades públicas ligadas à Secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social que oferecem diversos serviços e atividades à população, com o objetivo de melhorar sua qualidade de vida. O município possui três unidades atualmente, nos bairros São Judas, Municípios e Nações. Cada unidade oferece atividades e oficinas diferentes, porém, através do mesmo programa: o Serviço de Convivência e Fortalecimento dos Vínculos (SCFV). Na unidade Construindo Cidadania, localizada no Bairro São Judas, são ofertadas oficinas de dança e pilates. A dança é oferecids para 20 crianças de 06 a 12 anos, todas as quintas-feiras, das 9h às 11h. Já a oficina de Pilates é intergeracional, ou seja, para todas as idades, e é realizada nas terças-feiras, das 9h às 11h. Já na Unidade Nação Cidadã, localizada no Bairro das Nações, são ofertadas oficinas de violão e taekwondo, para crianças e adolescentes, todas as terças-feiras, no período vespertino. Para adultos, o CRAS oferece a oficina de panificação, que acontece todas as sextas-feiras, no período matutino. A unidade Espaço Cidadão também está ofertando diversas oficinas para crianças, adolescentes e adultos. Além do SCFV, os Centros também oferecem outro programa à população: o Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF). Ele está presente em todos os CRAS do país, por meio do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), tem como objetivo contribuir no fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários. O PAIF é composto por profissionais de diferentes áreas do saber. Nos CRAS do município fazem parte da equipe técnica assistentes sociais, psicólogas e orientadoras sociais, que trabalham para estimular nas famílias atendidas uma leitura mais crítica da realidade em que estão inseridas e assim, garantir o acesso efetivo aos seus direitos sociais. As práticas desenvolvidas pelo PAIF acontecem tanto em atendimentos individualizados, quanto em reuniões de grupos com a rede de serviço do município. Os grupos são caracterizados como ações socioeducativas de caráter continuado, que tem como objetivo oportunizar às famílias um espaço de debate, reflexão e socialização das vivências, abordando temas como cidadania, direitos e relacionamento familiar. A população pode procurar o CRAS em situações de vulnerabilidade social, seja financeira ou de relacionamento. A dificuldade de acesso a algum direito social como alimentação, moradia e trabalho, são um bom exemplo. Casos em que vínculos familiares estão fragilizados, por conta de conflitos ou uso de alguma substância psicoativa também podem ser atendidos pelo CRAS.

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *