Itajaí

Itajaí recebe certificação da Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil

As unidades básicas de saúde Costa Cavalcante e Canhanduba receberam, nesta quinta-feira (5), a certificação da Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil do Ministério da Saúde. A entrega foi realizada para as equipes na Gerência Regional de Saúde. Itajaí foi a primeira cidade do Estado a conquistar a certificação, que tem como objetivo qualificar o processo de trabalho dos profissionais da Atenção Básica, reforçando a promoção do aleitamento materno e da alimentação saudável para crianças. Ao todo, seis unidades de saúde estão certificadas no município.

Em 2017, as ações do programa foram ampliadas com apoio de tutores e dos profissionais da rede pública de saúde para formar novos servidores e contemplar mais unidades de saúde. Foram realizadas duas oficinas de trabalho no ano passado e outras três já estão previstas para 2018. Além das duas unidades que receberam a certificação, Itaipava, Promorar e Cidade Nova II já foram confirmadas pelo Ministério da Saúde para serem certificadas posteriormente.

A entrega da certificação foi feita pelos técnicos da Coordenação Geral de Saúde da Criança e Aleitamento Materno do Ministério da Saúde, Cristiano Francisco e Natali Minóia, para as unidades contempladas. Também participaram da entrega a equipe técnica das Ações de Alimentação e Nutrição e da Saúde da Criança.

“A certificação é o reconhecimento ao trabalho que está sendo realizado no município de qualificação das equipes para reforçar e incentivar a promoção do aleitamento materno e da alimentação complementar saudável para crianças menores de dois anos no âmbito do SUS. Devido a esses cuidados, consequentemente, teremos crianças com bom crescimento e desenvolvimento”, comenta a nutricionista da Secretaria de Saúde de Itajaí e responsável pela Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil, Alessandra Monestel.

De acordo com a profissional, as oficinas de trabalho promovidas nas unidades também servem para planejar ações de acordo com a realidade local. Nesses encontros ainda são discutidos o manejo do aleitamento materno e a prática da alimentação complementar saudável, fornecendo ainda informações sobre o Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (Sisvan).

“Esta estratégia tem o apoio do nosso prefeito Volnei Morastoni, que é pediatra e sabe da importância do aleitamento materno e da alimentação complementar saudável. Além disso, é uma das ações que ajudaram o município a reduzir, no ano passado, a taxa de mortalidade em dois dígitos: de 9,5 para 7,5 óbitos para cada mil nascidos vivos. Vamos dar continuidade na implantação das oficinas da Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil para qualificar cada vez mais o trabalho nas nossas unidades de saúde”, destaca o secretário de Saúde de Itajaí, Celso Luiz Dellagiustina.

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *