Itajaí

Professores e crianças são os grupos que menos se vacinaram contra a gripe

Professores de escolas públicas e privadas e crianças de seis meses a menores de cinco anos são os grupos prioritários que menos se vacinaram contra gripe em Itajaí. Até esta quinta-feira (17), apenas 849 professores fizeram a vacina na rede pública – 30,3% da meta do município. Entre as crianças, o total de doses aplicadas é um pouco maior: 5.606, totalizando 43,5% da meta. Mães no pós-parto, gestantes e trabalhadores de saúde atingiram aproximadamente 45% da meta. Os idosos são os que mais se vacinaram, com 68% do público-alvo já imunizado. A campanha contra influenza segue até 30 de maio em todas as unidades básicas de saúde.

A Secretaria de Saúde de Itajaí ressalta que as pessoas que fazem parte do grupo prioritário devem fazer a vacinação antes da chegada de dias mais frios, garantindo proteção contra a doença. “O vírus da Influenza já circula pelo Estado. Em Itajaí, tivemos cinco casos confirmados de gripe A em 2018, sendo quatro deles em crianças em idade escolar e um em gestante. Por isso, a população mais vulnerável precisa se vacinar o quanto antes. A vacina é a forma mais eficaz de prevenir complicações graves”, afirma Sandra Ávila, diretora da Vigilância Epidemiológica de Itajaí.

Faltando menos de 15 dias para o fim da campanha, o município vacinou 20.372 pessoas do grupo prioritário, o que representa 53,47% da meta definida pelo Ministério da Saúde. Além disso, foram aplicadas 5.433 doses em doentes crônicos não transmissíveis e 1.313 em outros grupos. No entanto, mais de 17 mil pessoas ainda precisam fazer a vacina.

Podem se vacinar gratuitamente na rede municipal crianças maiores de seis meses e menores de cinco anos, idosos acima de 60 anos, gestantes, mães no pós-parto (até 45 dias), trabalhadores de saúde, professores de escolas públicas e privadas e pessoas com doenças crônicas não transmissíveis ou outras condições especiais. Também serão vacinados contra influenza adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

“Ressaltamos que professores e profissionais de saúde, tanto de órgãos públicos como de privados, podem ser vacinar contra gripe gratuitamente na rede pública. Basta ir até a unidade de saúde mais próxima com a carteira de vacinação e o comprovante da profissão”, completa a diretora da Vigilância Epidemiológica.

Quem pode se vacinar:

– Idosos com 60 anos ou mais
– Crianças maiores de seis meses e menores de cinco anos
– Gestantes
– Mulheres que tiveram bebê até 45 dias após o parto
– Trabalhadores de saúde de órgãos públicos e privados
– Professores de escolas públicas e privadas
– Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis (respiratórias, cardíacas, renais, hepáticas, neurológicas e diabéticas) e outras condições especiais (imunossupressão, obesos, transplantados e portadores de trissomias)
– Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas
– População privada de liberdade
– Funcionários do sistema prisional

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *