Itajaí

Obra de drenagem segue pela Avenida Marcos Konder nas próximas semanas

O conjunto de obras de macrodrenagem para a solução dos alagamentos no Centro de Itajaí seguirá pela avenida Marcos Konder até o Hospital e Maternidade Marieta Konder Bornhausen. Depois dos 895 metros de galerias implantadas na avenida Joca Brandão, as obras se encontram no cruzamento com a Marcos Konder.

Com o fechamento de um trecho de umas das principais avenidas de Itajaí, os horários de grande fluxo exigem a atenção e paciência dos motoristas. Os condutores vindos da BR101 pela avenida Abrahão João Francisco em direção ao Centro devem seguir até o Terminal de Ônibus da Fazenda e fazer o retorno para a avenida Sete de Setembro. Já quem vem do bairro Fazenda pela Contorno Sul deve fazer a conversão na rua Tubarão. Todos os cruzamentos estão sinalizados pela Codetran para orientar os cidadãos. Quem trafega pela Marcos Konder, o trânsito segue normalizado.

A macrodrenagem no Centro de Itajaí

A obra orçada em R$ 4,6 milhões tem os recursos garantidos pelo Orçamento Geral da União (OGU). A intervenção visa solucionar os problemas crônicos de alagamentos nas avenidas Joca Brandão, Sete de Setembro, Marcos Konder e Abraão João Francisco, além das ruas Lauro Muller, 15 de Novembro, Camboriú, João Bauer, Alércio de Souza Flor e Carlos Hugo Praun. Os recursos provêm do Orçamento Geral da União (OGU) por meio de convênio firmado entre o Governo Federal e a Prefeitura de Itajaí. Além das galerias, a verba garante a repavimentação em todo o trecho.

Ao todo, a obra compreende 895 metros de galeria na Joca Brandão (tubos de 2,5 x 2 metros entre o Rio Itajaí Açu e a avenida Marcos Konder), 152 metros de galerias (1,5 x 1,5 metro) ligando a avenida Joca Brandão à avenida Abraão João Francisco, 675 metros de tubos (bitola de 1,2 metro) na avenida Marcos Konder, no trecho entre a avenida Joca Brandão e o Hospital Marieta Konder Bornhausen e na rua João Bauer. Além das galerias, a verba garante recompor a pavimentação em todo o trecho.

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *