Balneário Camboriú

Andressa Hadad – Secretária de Saúde de Balneário

A Folha do Litoral conversou esta semana com Andressa Hadad – Secretária de Saúde de Balneário.

Formada há 17 anos pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, com bacharelado em enfermagem. Foi aprovada após um intenso processo de seleção para a Santa Caso de Misericórdia em Porto Alegre, trabalhando inicialmente na assistência sendo que posteriormente prestou a prova de residência em Oncologia, cumprindo o período de 3 anos de residência nesta casa, onde após este período assumiu a gerência para gestão da área de diagnose e oncologia. Também nesta época assume o Tratamento de Medula Óssea no Hospital da Criança Santo Antônio.

Fez especialização em Gestão Hospitalar UFRGS. Especialização MBA na Santa Casa de Misericórdia. Especialização em Gestão em Saúde Pública, também pela UFRGS, e especialização em CCIH e assistência oncológica pela UFRGS.

Após estes anos de atuação na Santa Casa de Misericórdia, vem para Balneário Camboriú, por motivos pessoais, onde atua primeiramente na atenção primária, posteriormente assumindo a gerencia de enfermagem no Hospital Unimed Litoral, onde atuou apoiando a gestão e formação das novas equipes e novos setores do hospital Unimed Litoral. Atuou com auditoria na gestão de serviços hospitalares.

No ano de 2013 ingressa na gestão pública em Balneário Camboriú, onde participou da Coordenação do Centro Integrado de Solidariedade e Saúde – CISS e Centro de Testagem e Aconselhamento – CTA, passando a assumir a Direção da Atenção Especializada. Em 2017 assume a Direção da divisão de saúde de Balneário Camboriú e por consequência assume a Secretaria de Saúde do Município, onde permanece, completando um ano na pasta em novembro deste ano. 

 FL- A Secretaria itinerante, projeto assertivo que veio para humanizar, melhorar o atendimento e dar a oportunidade do munícipe estar mais próximo ao profissional de saúde. Como surgiu essa ideia?

 AH- O Gabinete Itinerante surgiu através de uma reunião com o prefeito Fabrício Oliveira, onde o mesmo encabeçou o projeto e a secretaria colocou em prática, visando nada mais do que a melhoria da presença da equipe de gestão da secretaria de saúde nas unidades, tanto da atenção primária quanto da atenção especializada, com a idéia de promover o acolhimento tanto aos funcionários quanto aos usuários do sistema único de saúde. O projeto começou em março na unidade Ariribá, onde o gabinete se desloca a cada quinta-feira, uma vez por semana para uma unidade, passa a manhã neste local, conversando com os funcionários, falando sobre acolhimento, dialogando sobre quais as dificuldades dos funcionários na execução de suas atividades, onde o RH, as direções de divisão, direções de departamentos, todos estão presentes. É um momento de integração da gestão e das equipes, tornando assim esta relação mais próxima e principalmente para ter o conhecimento da rotina de todas estas atividades. O projeto é um sucesso, devido a essa aproximação, e também a aproximação com os pacientes onde conseguimos atender e resolver situações e também ter conhecimento das falhas da gestão, da secretaria de saúde e assim planejarmos e executarmos o processo com melhorias. A idéia principal foi de acolhimento tanto da equipe quanto dos usuários e estreitar os laços da gestão da Secretaria de Saúde com a ponta, pois as pessoas, os funcionários que estão na ponta são o ponto essencial da execução de toda a gestão da secretaria de saúde, são eles que estão no atendimento direto com os pacientes, então, como falar de acolhimento sem acolher a equipe da secretaria de saúde, este é o principal objetivo.

O Gabinete Itinerante faz parte do Projeto “BC mais saúde para você” que contempla a ação do gabinete itinerante e também do horário estendido das nossas unidades de saúde. Ainda este ano colocaremos 100% das unidades atendendo em horário estendido, que é um dos objetivos do prefeito Fabrício Oliveira. Pois, mais uma vez neste projeto “BC mais saúde para você”, prioriza-se o acolhimento e a celeridade de execução dos processos.

Além do gabinete itinerante e o horário estendido temos a realização de mutirões de exames, e consultas seguindo o calendário de saúde, que é um projeto em que todo mês realizamos uma atividade sempre no segundo sábado do mês, fazendo com que a comunidade receba toda a equipe multidisciplinar da secretaria de saúde ofertando vários serviços de promoção e atenção a saúde. O ultimo evento do Projeto “BC mais saúde para você”, aconteceu no dia 24/11, onde atuamos na praça Almirante Tamandaré. Foi um grande evento com muitas atrações; aula de yoga, alongamento, aulas de dança, música e toda a equipe multiprofissional presente falando em prevenção com rodas de conversas nutricionais, e diversas ações da secretaria de saúde, orientações sanitárias, epidemiologia, atenção odontológica, como orientação a prevenção do câncer de boca, com o CEFIR e orientações dos serviços. Parceria da Universidade Avantis, com orientações aos pacientes que tem hipertensão e diabetes.  Estratégia de saúde da família com médicos, com orientações alusivas ao homem pela passagem do Novembro Azul, em especial a importância do diagnóstico e tratamento do câncer de próstata, com informações de quando fazer o exame, quando procurar o urologista.  Houve a participação da CCPU e da Dengue trazendo informações e orientações de prevenção para a população, neste momento do verão e consequentemente o aumento da preocupação com os casos de dengue, sempre lembrando do cuidado que cada um deve ter para evitar o proliferação dos focos de criação do mosquito. O hospital esteve presente falando dos procedimentos utilizados, explicando a população o que são as cores de prioridade de atendimento, explicando o que significa cada uma destas cores que vais designar, qual o grau de prioridade para o atendimento, e que este é um sistema mundialmente utilizado, o que traz segurança para atendimento do paciente. O SAMU também esteve presente, mostrando a importância do atendimento emergencial. Parceiros como: Corpo de Bombeiros, Rádio Menina, academia Wave e Rotary Central, estiveram presentes nos apoiando e falando do diabetes e a importância do cuidado a essa patologia. Neste dia foram realizados mais de 1.500 atendimentos.

O Projeto “BC mais saúde para você” é liderado pelo Prefeito Fabrício Oliveira, o qual traz muitos benefícios para a população.  O Gabinete Itinerante, o SAMU na rede 192,  atividades  onde estão preparando as equipes para ação pré-hospitalar de atendimento emergencial,  preparando e qualificando-os estes órgãos de saúde, como Corpo de Bombeiros e  Guarda Municipal.

 FL-Ruth Cardoso e terceirização, evidentemente a melhor opção para ter a qualidade desejada. Para esse ano ainda?

 AH O processo de terceirização do hospital foi um estudo longo. Quando o prefeito assumiu em 2017, fez suas primeiras solicitações, então, iniciamos a analise dos dados, verificando os caminhos corretos. Em conversas com os órgãos do Estado, como, Tribunal de Contas, Ministério Público, Secretaria Estadual de Saúde, verificamos as viabilidades.  Então, definiu-se pela terceirização. Um trabalho de 9 meses, onde o termo de referência foi construído através de uma comissão formada por uma equipe técnica e também jurídica para trazer toda a riqueza de detalhes que este termo de referência requer. A qualificação das empresas foi realizada no ano de 2017, sendo homologada em dezembro. Das 24 empresas organizações sociais participantes,  apenas 22 foram qualificadas e estão concorrendo neste certame da privatização do Hospital. Após a publicação do processo que ocorreu em outubro de 2018, onde a equipe técnica responsável finalizou o termo de referencia, houve a publicação. Este termo de referência está pautado em qualidade de serviço, pois a principal idéia é ofertar qualidade e resolutividade aos usuários, não deixando com que o atendimento ao usuário venha sofrer deficiências. A privatização é o melhor caminho, pois, uma organização social sem fins lucrativos consegue realizar a gestão do hospital com investimento em menor custo. A aquisição de medicamentos e materiais sai das amarras do processo licitatório, permitindo que essas aquisições ocorram com valorem menos do que hoje a secretaria de Saúde investe no hospital, devido às questões legais que acabam colocando este preço dos itens em valores maiores, onerando assim o Fundo Municipal de Saúde.

A terceirização foi publicada em outubro, e teria homologação no dia 01 de novembro. Devido a uma solicitação judicial, pois, uma organização social perdeu o prazo para entrega da documentação no primeiro processo, eles entraram com uma ação judicial, solicitando sua participação do certame, vindo a atrasar todo o andamento do processo. Este processo foi solicitado vistas para o Ministério Público, estamos aguardando retorno, para assim que tivermos a  autorização do poder judiciário, retomarmos o processo, publicando novamente o certame, abrindo por mais 45 dias. Temos a intenção de ainda este ano reabrirmos para ser homologada em janeiro de 2019, e assim termos o nome da organização social que assumirá a gestão com o HMRC. É importante salientar que esta gestão tem total gerência da Gestão Secretaria de Saúde, pois o hospital permanece sendo municipal, e continuará a atender todos os usuários do SUS do município de Balneário Camboriú. É um processo muito bem pensado, elaborado, com várias reuniões do Estado, Tribunal de Contas, Secretaria do Estado no Ministério Público, Observatório Social, conselho Municipal de Saúde, para que este processo tenha sucesso, transparência e que a comunidade possa ganhar através de atendimentos de qualidade e relosutivo.

 FL- Como avalia hoje a saúde do município?

AH- A saúde do município de Balneário Camboriú teve um momento anterior ao ano de 2017/2018 aonde a atenção primária, que é a principal atividade da gestão pública, não teve a valorização. Sendo assim, a atenção especializada que é a segunda área e a hospitalar, tiveram mais atenção, desta forma invertendo a pirâmide, onde a atenção terciária que é o hospital teve um maior investimento, uma maior adesão da população. Devido à questão primária não ter essa valorização e atenção, acabou ficando com baixo investimento. Em 2017 assumimos a gestão do municio de Balneário Camboriú, onde a atenção primária tinha um investimento baixo, 47% da população com cobertura. Uma das principais ações do governo é a melhoria da atenção primária fazendo com que esta passe  para 90% até 2019. Tendo a atenção primaria valorizada nós vamos conseguir melhorar a vida da população de Balneário Camboriú , com promoção e prevenção de saúde. Então, esta é a visão da saúde em Balneário Camboriú com os pontos negativos e positivo e aonde a gestão do governo Fabrício Oliveira quer chegar promovendo a atenção primária que é o principal em uma gestão de saúde pública, fazendo com que a promoção em saúde tenha ampla adesão e que a atenção secundária e terciária seja para um número mínimo de pacientes, tornando assim um serviço de qualidade e resolutividade  já que a atenção primária fará com que estes serviços tenham a qualidade e principalmente a cobertura necessária para a população em Balneário Camboriú, promovendo assim a saúde a prevenção de doenças e não só o ato curativo a toda a população.

 FL- A cirurgia robótica marca uma nova era na medicina, proporciona uma maior amplitude de movimento, destreza e precisão que podem ser maximizados por um cirurgião experiente. Tanto o tempo de duração da intervenção como o de recuperação são menores se comparados às cirurgias tradicionais. Teremos inovações nessa área?

 AH- A cirurgia robótica é algo que a ciência está avançando no mundo, com muita agilidade, o que não espanta os profissionais da área de saúde,  pois a tecnologia está tendo um amplo investimento, principalmente fora do país o que proporciona melhores formas da execução de procedimentos, seja na área de diagnose ou na realização de procedimentos de cirurgias como algumas ações que nós já conseguimos ofertar no sistema único de saúde, que são os exames de alto custo e muito específicos, o quais proporcionam um diagnóstico mais assertivo para o tratamento das patologias. A cirurgia robótica, infelizmente é um procedimento caro, onde os hospitais privados têm uma maior facilidade de introdução deste sistema e oferta aos pacientes. No SUS isso torna um pouco mais difícil devido ao investimento, não impossível, porém nós já temos muitas cirurgias que já são ofertadas como as cirurgias por vídeos que melhoram sim o prognóstico do paciente e sua recuperação, fazendo com que ele permaneça menos tempo no ambiente hospitalar. Então a tecnologia vem apara melhorar e nos ajudar na gestão, seja um hospital privado ou público, fazendo com que esse paciente tenha um melhor prognóstico e uma melhor recuperação. Lógico, estes procedimentos  chegam mais tardiamente na ação pública terciária, porém o investimento é muito maior devido as licitações e as amarras que é nossa obrigação seguir, o que acaba tornando este processo mais demorado na ação do serviço público, mas o município de Balneário Camboriú,  já oferta algumas cirurgias e alguns exames no HMRC, proporcionando aos pacientes um tratamento tecnológico e assistencial de ultima linha e primando pela qualidade e resolutividade de cada atendimento.

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *