Notícias

Castração: Um bem necessário!

Prevenção de doenças e controle de natalidade fazem do procedimento um dos mais procurados pelos tutores

É cada vez mais comum encontramos animais, principalmente cães e gatos castrados. As campanhas de incentivo à castração e o apelo das ONGs tornou o procedimento comum entre os animais e contribuiu para evitar o abandono, resultado da procriação desenfreada.

Embora casos de animais abandonados, principalmente de ninhadas, ainda sejam comuns, a veterinária Cintia Paravisi Pagliari, responsável pela Clínica La Pet, em Balneário Camboriú afirma que a procura pelo procedimento é cada vez maior e não se restringe apenas a evitar o cruzamento dos animais. “A castração só tem vantagens, pois além de evitar a procriação reduz muito os casos de tumores em machos e fêmeas”.

Cintia é responsável por todos os procedimentos de castração na clínica. Especialista em ortopedia e cirurgias de tecidos moles realiza uma média de 15 cirurgias por dia, seis dias por semana. A prática fez com que o tempo para a realização das cirurgias caísse muito de acordo com a média do procedimento, que é de 20 a 30 minutos. Em média, para gatas o tempo de Cintia é entre cinco a seis minutos e em cadelas, de sete a oito. Em machos chega a três minutos.

A veterinária indica a castração a partir do quinto mês para gatas (ciclo do cio) e para cães a partir do sexto mês. Fêmeas de raças grandes podem demorar um pouco mais, pois o primeiro cio acontece entre sete e oito meses. O ideal, segundo Cintia é castrar antes do primeiro cio as fêmeas, pois o risco de desenvolver tumor de mamas cai para 0,05%. Após o primeiro cio sobe para 8% e no terceiro para 26%. “Ou seja, quanto antes castrar menor a chance de termos cadelas idosas com tumor de mama”, explica. A cirurgia também é indicada para que não sejam aplicadas injeções em cadelas, evitando o cio, pois elas também podem causar doenças.

A castração não previne apenas os tumores de mama, mas também os de ovário e de útero. Alguns cães com problemas dermatológicos, onde a imunidade baixa com o cio, por exemplo, também é indicada a castração. O procedimento também previne infecções uterinas como a piometra, que pode levar o cão a óbito. “A castração é sempre positiva na minha opinião, a única ressalva que faço é quanto à alimentação, principalmente nos machos, que tendem a ficar mais sedentários e neste caso, sugiro um controle maior na alimentação para evitar o ganho de peso”, pontua a veterinária.

O tempo de recuperação recomendado é de 10 dias. “Opero de manhã e libero após o almoço, ou se vem mais tarde, libero final do dia. Dificilmente interno, a não ser em casos inesperados de hemorragia ou outra intercorrência, mas é raro”. Quanto ao pós operatório Cintia recomenda o uso do colar para machos e roupa cirúrgica para fêmeas, pois lamber os pontos prejudica muito a cirurgia, além do uso de antibióticos e antiinflamatórios. “Em 10 dias o animal está novo, mas é preciso evitar muita movimentação e não dar banho, além de voltar no décimo dia para retirar os pontos”. Antes da castração é realizado um exame de sangue e verificado o calendário de vacinação do animal, pois não se aconselham vacinas no período pós operatório, por conta do risco de baixar a imunidade do animal. “Com tudo ok, fazemos a cirurgia”, explica.

Os valores para a castração dependem principalmente do peso do animal, variando de cinco em cinco quilos em cães. Gatos começam em R$ 230,00 os machos e R$ 280,00 fêmeas. Cadelas até 5 kg partem de 350,00 mais anestesia e pode chegar aos R$ 1.200,00 em animais com 50 kg. “Fazemos duas vezes por ano uma promoção onde baixamos estes valores, uma em outubro, devido a campanha outubro rosa e outra geralmente em abril”, diz Cintia.

Sobre a La Pet

A veterinária Cintia Paravisi Pagliari é natural de Capinzal (SC) e formada há sete anos pela Universidade do Contestado, em Canoinhas. Comanda a clínica veterinária com atendimento 24 hs, que abriu faz quatro anos e mais recentemente uma filial da La Pet, com loja e consultório inaugurada há seis meses. Na equipe, além de 15 funcionários entre as duas lojas, ainda conta com o apoio de 13 veterinários.

A La Pet oferece cirurgias, exames laboratoriais, Raio-X digital, ultrassom, internamento, ortopedia, dermatologia, oftalmologia, cardiologia, radiologia, endocrinologia, neurologia, odontologia, fisioterapia, acupuntura e anestesista, além de banho, tosa, creche e hospedagem nas duas unidades.

Clínica Veterinária La Pet
Rua Novecentos e Dezesseis, 466, Centro – Balneário Camboriú/SC
Fone: (47) 3360-2854

La Pet
Avenida Brasil, N. 3077, Centro – Balneário Camboriú/SC
Fone: (47) 3361-0767

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *