Política

Omar Tomalih Estuda Possibilidade de Parceria com Órgãos Públicos e criação do “Espaço Cidadão”

Estiveram reunidas no gabinete da Presidência da Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú, Júlia Rehn, Gerente da 7ª mesorregional do Instituto Geral de Perícias (IGP), e Patrícia Jansen, responsável pela Identificação Civil de Balneário e Itajaí, para apresentar uma proposta de parceria entre os Órgãos. O Presidente do Legislativo, Vereador Omar Tomalih, estuda a viabilidade de ceder uma das salas na Casa do Povo para a criação de um “Espaço Cidadão”, local este, que pode abrigar os principais serviços essenciais e relevantes à sociedade.

As representantes do Instituto Geral de Perícias (IGP), têm a intenção de transferir o setor de confecção das Carteiras Identidade para a Câmara Municipal a fim de colaborar com este projeto da unificação dos serviços públicos. “Nós entendemos ser muito importante para o atendimento ao público, o cidadão que é a figura central da existência desses serviços, então, isso tem que está concentrado para atender realmente às necessidades da população”, disse Júlia Rehn, Gerente da 7ª mesorregional do IGP.

Hoje, o IGP faz cerca de 120 atendimentos diários na parte de produção das Identidades e, para minimizar os impactos de grande concentração, os cidadãos terão horários agendados. “Atualmente estamos fazendo o agendamento online e o cidadão passando a vir no horário correto do agendamento, não haverá excesso de pessoas circulando na Câmara. Atendimento organizado, minimizando a grande concentração”, pontuou Júlia.

Para o Presidente, este projeto de criação do “Espaço Cidadão” na Câmara de Vereadores, torna-se uma alternativa para maior aproximação com a sociedade. “Quanto mais a Câmara de Vereadores se aproximar da comunidade, prestar serviços à comunidade, quanto mais a sociedade sentir que é parte da Câmara, nos tornaremos mais próximos. E este deve ser o principal objetivo da Câmara, falou Omar Tomalih.

Além do IGP, Omar Tomalih estuda a possibilidade de parceria com a 29ª Delegacia Regional de Polícia. “Estamos estudando junto com a Polícia Civil uma forma, também, para que as pessoas que perderam os documentos possam registrar o boletim de ocorrência de forma rápida e mais acessível”, declarou o Presidente.

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *