Itajaí

Município de Itajaí reforça ações de saúde para controle da COVID-19

Após registrar um aumento nos casos de COVID-19 e na ocupação hospitalar durante o mês de novembro, o Município de Itajaí está reforçando as ações de controle da doença. Entre as medidas está a aquisição de mais testes, solicitação de novos leitos de enfermaria de retaguarda e reorganização dos fluxos de atendimento, bem como implantação de melhorias na estrutura no Centro de Triagem e Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Centro Integrado de Saúde (CIS).

Além de reforçar as medidas não farmacológicas de controle à doença, como uso de máscara, álcool em gel 70% e distanciamento social, a Secretaria de Saúde do município vai ampliar a testagem da população. Foram adquiridos mais 50 mil testes rápidos para aplicação. A intenção é retomar os mutirões nos bairros nas próximas semanas. Atualmente, Itajaí é uma das cidades que mais testa em Santa Catarina, com mais de 70 mil exames realizados.

Outra medida que está sendo cobrada pelo Município ao Governo do Estado é a ampliação dos leitos de enfermaria de retaguarda na região para desafogar a ocupação do Hospital Marieta. A reivindicação é que sejam reabertos 20 leitos de enfermaria no Hospital Cirúrgico Camboriú, em Camboriú, e 20 leitos no Hospital Nossa Senhora da Penha, em Penha.

A Secretaria também está reorganizando os fluxos de atendimento no Centro de Triagem e na UPA CIS com o objetivo de melhor a estrutura interna e dar agilidade aos atendimentos. Uma das medidas será a ampliação dos leitos de observação 24h e implantação de exames de tomografia para encaminhamento mais rápido de pacientes graves.

“Estamos monitorando a situação da COVID-19 no município diariamente e antecipando soluções para controle da doença. Devido ao aumento da demanda iremos retomar algumas ações, como a testagem massiva da população e também estamos buscando junto ao Estado novos leitos de retaguarda para desafogar a enfermaria do Hospital Marieta”, afirma o secretário de Saúde de Itajaí, Emerson Duarte.

Conforme o secretário, todos os tratamentos preventivos também seguem disponíveis à população nas unidades básicas de saúde. O Centreventos segue aberto para entrega de ivermectina aos moradores que quiserem iniciar o protocolo ou retirar a quarta e quina doses da medicação.

Aumento da demanda em novembro

Em novembro, o Centro de Triagem de Coronavírus registrou um aumento de 125% na demanda por atendimentos. Até 26 de novembro foram atendidos na unidade 9.607 pacientes contra 4.254 pessoas atendidas em todo mês de outubro. O Centro tem realizado uma média de 500 atendimentos por dia e cerca de 200 testes de coronavírus.

Já a UPA CIS teve um aumento de 3,6% na procura por consultas em novembro quando comparado ao mês anterior. Em toda rede municipal de saúde, o acréscimo na demanda por testes rápidos foi de 135% durante este mês. A ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital Marieta Konder Bornhausen também cresceu neste mês, passando de aproximadamente 15% no dia 1º para 76% neste domingo (29). 

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *