Balneário Camboriú

Descarte incorreto de resíduos em pias, ralos e vasos sanitários prejudicam a rede

Entupimento da estrutura hidráulica e da rede coletora de esgoto, maior consumo de água para dar descarga, desperdício de materiais que poderiam ser reciclados. Estes são alguns dos problemas causados por uma atitude que para muitas pessoas pode parecer normal: o descarte de resíduos no vaso sanitário, pias e ralos de banheiro.

A rede coletora de esgoto é projetada para receber 99% de material líquido e somente 1% de sólidos. Portanto, qualquer papel, absorvente, aparelho de barbear, preservativo, ou até um simples fio dental descartados indevidamente, seja em ralos, pias ou em vasos sanitários podem causar a obstrução de uma tubulação. “Sem contar que pode ocorrer o extravasamento do esgoto em vias públicas e o retorno de esgoto para as residências, o que representa prejuízo para o correto funcionamento do sistema de saneamento, e ainda, danos à Estação de Tratamento, gerando mais trabalho e manutenção nos equipamentos”, menciona o gerente de Operações, Ricardo Barbieri.

Mesmo quando não há a intenção de despejar lixo no esgoto, a desinformação e a falta de atenção em atividades rotineiras podem causar transtornos para todos. Só para citar alguns exemplos, os fios de cabelo que se acumulam no ralo do banheiro após o banho e ainda, o óleo despejado na pia da cozinha são dois, dos principais vilões das tubulações. Por isso, é preciso ficar atento ao descarte de resíduos à rede de esgoto. O bom funcionamento da rede coletora de esgoto depende de cada um dos usuários.

Veja os materiais descartados irregularmente:

Entre os materiais sólidos mais encontrados e que causam obstrução na rede de esgoto estão fraldas, fio dental, preservativos, plásticos, absorventes e lenços de papel.
• Fio Dental: não se dissolve na água e prende os objetos encontrados no percurso, tornando-os ainda mais volumosos e causando grandes entupimentos;

• Fraldas: o gel dentro das fraldas descartáveis não dissolve em contato com a água, pelo contrário, se expande ainda mais e, funcionando com uma tampa, entope o encanamento;

• Preservativo: o material provoca o entupimento do vaso e transbordamento do esgoto;

• Lentes de contato: é feito de um material plástico que não se degrada facilmente, gerando danos ambientais;

• Absorvente interno: sua composição não se rompe facilmente e não pode ser processado por centros de tratamento de águas residuais, danificando sistemas sépticos. A melhor forma de descarte é embrulhar em papel higiênico e jogar no lixo;

• Lenços faciais, toalhas de papel e cotonetes: não se diluem facilmente na água. Os lenços umedecidos podem se juntar com restos de gordura e óleo, transformando-se em uma grande massa, difícil de ser retirada dos canos;

• Areia higiênica: a areia utilizada por gatos não se dissolve na água e pode causar obstruções;

• Brinquedos: bolas, carrinhos e bonecos de plástico também são comumente encontrados na rede de esgoto.

Share:

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos necessários estarão marcados com *