Mobilidade Urbana: Mais 14 quilômetros de estruturas cicloviárias estão sendo implantados paralelamente em importantes vias de todas as regiões de Florianópolis

Mobilidade Urbana: Mais 14 quilômetros de estruturas cicloviárias estão sendo implantados paralelamente em importantes vias de todas as regiões de Florianópolis

A Avenida Luiz Boiteux Piazza, que liga Canasvieiras-Cachoeira do Bom Jesus-Ponta das Canas, no Norte da Ilha, já conta com ciclovia em toda a sua extensão, de 6.1 quilômetros. É mais uma estrutura cicloviária, dentre as várias que estão sendo implantadas paralelamente em importantes vias públicas de todas as regiões de Florianópolis, entregue pela Prefeitura, através da Secretaria de Infraestrutura. Juntas, elas totalizam mais de 20 quilômetros.

A Boiteux Piazza já possuía ciclovia da entrada do Sapiens Parque, na Cachoeira do Bom Jesus, até o final da via, em Ponta das Canas, ou seja, num trecho de 900 metros. O restante foi feito durante as obras de revitalização da Operação Asfaltaço, em andamento, as quais devem ser concluídas no final do mês de junho. Falta apenas a finalização do novo passeio e a sinalização viária definitiva, uma vez que a repavimentação asfáltica; a recuperação do sistema de drenagem, e as melhorias na ciclovia e no passeio existentes foram concluídas.

Mais 14 quilômetros de estruturas cicloviárias estão sendo implantados paralelamente em importantes vias de todas as regiões de Florianópolis.

Neste caso, a ciclovia fica do lado direito da via, sentido Canasvieiras-Ponta das Canas, tem pavimento de asfalto e é bidirecional, ou seja, tem duas faixas que permitem a passagem em ambos os sentidos, em simultâneo.

Mais estruturas cicloviárias

Outras estruturas cicloviárias seguem sendo implantadas em importantes vias do Leste, Centro e Sul da Ilha, e do Continente, também como um dos serviços de revitalizações da Operação Asfaltaço.

No Leste da Ilha, é o caso da Avenida das Rendeiras, na Lagoa da Conceição, e da Avenida Prefeito Acácio Garibaldi S. Thiago, na Joaquina. As ciclovias destas vias serão interligadas, terão pavimento de concreto asfáltico (para também serem usadas por skatistas e usuários de roller) e, juntas, vão totalizar cerca de 4,5 quilômetros, correspondente às extensões das avenidas.

A diferença das duas ciclovias é que a das Rendeiras, que ficará no lado da orla da lagoa, será bidirecional. Enquanto a da Acácio Garibaldi, à esquerda, no sentido bairro-praia, será unidirecional por conta da largura da avenida, ou seja, os usuários vão precisar compartilhá-la, independente da direção que sigam.

Entre a região central e o Sul da Ilha, outras duas ciclovias encontram-se em implantação. A que ficará à margem dos 5,2 quilômetros da Via Expressa Sul, a Rodovia Governador Aderbal Ramos da Silva (SC-401), ligação entre o Saco dos Limões e a Costeira do Pirajubaé, recém-iniciou. Também bidirecional, ela está sendo feita de concreto armado no lado esquerdo da rodovia estadual, sentido Centro-Sul.

Essa estrutura cicloviária da Via Expressa Sul vai se conectar à ciclovia que está sendo finalizada na Avenida Governador Jorge Lacerda, no trevo da Seta, onde as duas vias se cruzam. Ela abrange toda a extensão da Jorge Lacerda, de 3,4 quilômetros e, nos trechos onde existem pontilhões, contará com sinalização para ciclorrota.

Já no Continente, a marginal da Via-Expressa Continental (BR-282), Rua Álvaro Tolentino, em Capoeiras, terá implantação de ciclofaixa ao longo dos quase 1,5 quilômetro da via.

“Este novo modal de transporte através das bicicletas são primordiais para a melhoria da mobilidade urbana da Capital. Pensando assim, mais que dobramos a quantidade de ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas.”, destaca o secretário de Infraestrutura, Valter Gallina. Afinal, Florianópolis tem 146,8 quilômetros de ciclovias, ciclofaixas, ciclorrotas e passeios compartilhados, sendo que, desde meados de 2017 foram implantados 71,02 quilômetros destas estruturas, e tem os mais de 20 quilômetros em implantação, totalizando quase 170 quilômetros.

Vale informar que todas as estruturas cicloviárias em implantação citadas devem ser concluídas no segundo semestre do ano.

CATEGORIA
Compartilhar com

Comentário

Disqus (0 )