Semasa Informa: Nova tecnologia é integrada ao tratamento de água de Itajaí para reduzir poluição e turbidez

Semasa Informa: Nova tecnologia é integrada ao tratamento de água de Itajaí para reduzir poluição e turbidez

O Semasa está testando, neste mês, um novo sistema de pré-tratamento da água captada no canal retificado do Rio Itajaí-Mirim. A tecnologia envolve a geração de dióxido de cloro no próprio local da instalação do equipamento. O produto é responsável por remover substâncias como ferro, manganês, cálcio, magnésio e matérias orgânicas, habitualmente encontradas no rio, antes de a água ser transportada até as Estações de Tratamento São Roque e Arapongas. O dióxido de cloro é produzido pela combinação de dois componentes químicos, um deles patenteados.

A operação é feita de forma assistida, em capacidade mínima. A previsão é de funcionamento pleno dentro de 15 dias. “O rio onde captamos água apresenta alta turbidez e poluição, o que dificulta e torna mais cara a operação das estações. Esse sistema está associado à melhoria da qualidade da água e maior segurança hídrica”, explica o diretor de Saneamento do Semasa, Victor Silvestre. Segundo o engenheiro químico da autarquia, Adriano Kielling, o serviço de pré-tratamento, ou pré-oxidação, gera constância na composição da água que chega às estações, reduz gastos com produtos para tratamento e oferece previsibilidade no sistema.

A instalação faz parte de um projeto mais amplo de aprimoramento do tratamento de água. Os estudos para modernização da tratabilidade foram apresentados pela Hidrosan Engenharia, ao Semasa, em abril de 2019, e estão sendo implantados gradativamente, conforme as prioridades e a disponibilidade financeira. Ao longo de dois anos, o investimento do Semasa no sistema de pré-tratamento será de R$ 6,5 milhões.

CATEGORIA
Compartilhar com

Comentário

Disqus ( )